Entretenimento

PTI-BR e ICMBIO fortalecem parcerias institucionais para a promoção do desenvolvimento tecnológico sustentável

Durante agenda foram discutidas oportunidades para a implantação de tecnologias inovadoras em Cidades Inteligentes na temática meio ambiente

PTI-BR e ICMBIO fortalecem parcerias institucionais para a promoção do desenvolvimento tecnológico sustentável
Foto: divulgação

22 de outubro de 2021 - 10:03 - Atualizado em 22 de outubro de 2021 - 10:03

Inovação e tecnologia combinadas à preservação do meio ambiente foram os principais temas tratados durante encontro realizado nesta última quarta-feira (20), entre o Parque Tecnológico Itaipu – Brasil (PTI-BR) e Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

A comitiva do PTI-BR foi recebida pelo Presidente do ICMBio, coronel Fernando Cesar Lorencini, na sede do instituto, em Brasília. Durante a agenda, além do fortalecimento das parcerias institucionais, também foi discutida a implantação de um ambiente de demonstração e testes voltado para a promoção do desenvolvimento tecnológico sustentável.

“A intenção é impulsionar novas tecnologias e soluções para cidades inteligentes por meio de um ambiente regulatório experimental direcionado à preservação ecológica, a responsabilidade socioambiental e à integração de dados para as unidades de conservação, auxiliando as tomadas de decisões”

disse o diretor superintendente do PTI, general Eduardo Garrido.

O coronel Fernando Cesar Lorencini, avaliou o encontro como excepcional. “Estamos conversando para unir esforços propiciando uma condição melhor para os nossos parques nacionais. De tal forma que essa união será fundamental para a proteção, o desenvolvimento do meio ambiente e um melhor acesso aos visitantes dos nossos parques nacionais”, ressaltou o presidente do instituto.

A reunião no ICMBio encerrou a série de encontros estratégicos que o PTI-BR desenvolveu durante a viagem institucional a Brasília. A programação, voltada para as áreas de tecnologia e inovação, contou ainda com agendas com os Ministérios da Economia, Turismo, Educação e a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI).