Mauro Picini
Ligado em Você

Por Mauro Picini

Entretenimento
Mauro Picini

Em tempos de crise hídrica, Itaipu eleva produtividade para garantir abastecimento do País

A informação foi destacada pelo diretor-geral brasileiro da usina, general João Francisco Ferreira, na abertura do Fórum de Vice-Governadores, nesta quinta-feira (17)

Em tempos de crise hídrica, Itaipu eleva produtividade para garantir abastecimento do País
Foto: Sara Cheida / Itaipu Binacional

18 de junho de 2021 - 15:00 - Atualizado em 18 de junho de 2021 - 15:00

O diretor-geral brasileiro da Itaipu, general João Francisco Ferreira, foi um dos convidados especiais do Fórum de Vice-Governadores, realizado de forma remota na manhã desta quinta-feira (17). De Foz do Iguaçu, o general Ferreira abriu o Fórum fazendo um panorama sobre a usina de Itaipu e ressaltando o papel da hidrelétrica no abastecimento energético do Brasil e do Paraguai, especialmente, em um ano de grande estiagem.

O Fórum reuniu aproximadamente 15 vice-governadores de todas as regiões do País. O encontro é feito mensalmente, sempre com um tema de destaque. O tema de junho foi a crise hídrica e as ações de combate à estiagem.

Também participou do Fórum, representando o ministro Bento Albuquerque, o secretário de Energia Elétrica do Ministério de Minas e Energia (MME), Christiano Vieira da Silva, que falou sobre as ações do MME para garantir o provimento de energia elétrica em território brasileiro.

O diretor de Itaipu falou sobre os recordes de produtividade que Itaipu vem batendo seguidamente nos últimos tempos, ou seja, tem conseguido produzir mais energia utilizando menos água, o que é de extrema importância nesses tempos de escassez.

No primeiro trimestre de 2021, por exemplo, Itaipu bateu o próprio recorde atingindo a produtividade média de 1,0785 megawatt médio gerado a cada metro cúbico por segundo de água (MWmed/m³/s).

“Estamos bem acima da produtividade média. Se compararmos o índice com outras usinas do Brasil e do mundo, somos benchmark”, afirmou o general Ferreira. “Tudo isso graças aos cuidados com o meio ambiente, com nossos equipamentos e com a formação profissional de nossos empregados.”

Ele também destacou a produção histórica da empresa, que está prestes a atingir a marca de 2,8 bilhões de MWh – energia suficiente para suprir o consumo de eletricidade do mundo todo por 45 dias. A marca deve ser atingida no mês que vem. Nenhuma outra usina produziu, ao longo de sua história – são 37 anos de geração –, tanta energia.

Na visão do diretor, é fundamental que as geradoras de energia do País trabalhem de forma conjunta para atender às demandas do Sistema Interligado Nacional. “Garanto que Itaipu está fazendo a sua parte da melhor maneira possível, observando as orientações do Ministério de Minas e Energia e do Operador Nacional do Sistema para que o Brasil possa superar esse cenário hídrico difícil sem maiores problemas”, concluiu.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.