Mauro Picini
Ligado em Você

Por Mauro Picini

Entretenimento
Mauro Picini

Coach paranaense ensina mulheres a conduzir seus relacionamentos com leveza

Embora seja um curso digital, terá muita atividade prática

Coach paranaense ensina mulheres a conduzir seus relacionamentos com leveza
Foto: Pixabay

14 de junho de 2021 - 13:23 - Atualizado em 14 de junho de 2021 - 13:33

A jornalista e coach de relacionamentos, Abilene Rodrigues, lança no dia 17 de junho o curso digital “Casamento Leve”. A proposta é auxiliar homens e mulheres, mas principalmente as mulheres, a conduzirem seus relacionamentos amorosos com leveza.

Mesmo que muitas vezes pareçam sem futuro. Antes do lançamento, ela dará três aulas gratuitas, nos dias 15, 16 e 17 pelo instagram @abilenerodrigues. Serão 11 aulas com assuntos que vão desde o autoconhecimento, autorresponsabilidade, autoconfiança até como criar valor pessoal.

Ela defende que a partir das primeiras aulas as alunas já conseguirão ter um olhar mais positivo sobre seus relacionamentos e sentir os primeiros resultados.

“Formatei como se fosse uma mentoria. Um passo a passo para que tenham um casamento ou namoro com mais parceria, admiração, gratidão, honra, companheirismo e amor. É um pegar na mão e caminhar juntas durante as 11 aulas”, explicou.

Embora seja um curso digital, terá muita atividade prática. “A cada aula, a aluna terá um conjuntinho de atividades e tarefas para realizar, como exemplo, ler livros, assistir vídeos e até programar surpresas”, disse.

Abilene Rodrigues

De onde surgiu?

O curso foi baseado na própria história da coach que está casada há 18 anos, mas que viveu momentos difíceis nos primeiros anos de casamento, somada ao que ela vem estudando há dois anos sobre Inteligência Emocional e Neurociência.

“Eu demorei a buscar ajuda. Mas depois, percebi que eu poderia mudar o rumo do meu relacionamento. E foi o que fiz. Ou seja, nós mulheres somos muito determinadas. Quando queremos algo, lutamos”.

Para quem é?

O treinamento é voltado tanto para as jovens que estão começando num relacionamento até para as mulheres mais maduras que já estão casadas há 10, 20 ou 30 anos.

“Enquanto nós estamos vivas, podemos mudar. E a mudança é boa. Cada vez que aprendemos algo, nosso cérebro produz novos neurônios (neurogênese) e assim, evita que tenhamos doenças degenerativas como Parkinson ou Alzheimer. E como a expectativa de vida da brasileira é de 78 anos, temos muito a viver ainda. Concordam comigo?”. Ela destacou que os homens também podem participar.

Segundo Abilene, quando o relacionamento afetivo está bem, é possível ter resultados positivos em todas as áreas da nossa vida. “Viver sozinha é fácil, o desafio é dividir o espaço e as tarefas com outra pessoa. Mas o relacionamento amoroso nos desenvolve como pessoas”.

Abilene Rodrigues é jornalista, coach de relacionamentos e pós-graduanda em Neurociência e Performance Humana. É esposa do Samuel e mamãe do Davi e da Ana.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.