Jorge Jubrail
Pensamentos e Reflexões

Por Jorge Jubrail

Livros
Jorge Jubrail

Microconto

Não tinha medo da escuridão, sentia-se como uma lamparina quietinha no seu canto,insistindo em enfrentar o breu com sua luz tremulante.

Microconto

6 de fevereiro de 2020 - 00:00 - Atualizado em 9 de junho de 2020 - 14:25

Nunca se deixe abalar pela negatividade de uma crítica, pelas adversidades que surgirem e, principalmente, pelas pessoas que tentam diminuir a importância de suas realizações. Empenhe-se sempre com muita determinação, disciplina, fé, esperança e troque experiências com todos, não subestime a capacidade de ninguém, muito menos a tua própria: – Não existe ninguém que não possa ensinar algo a alguém, e não existe ninguém tão excelente que não possa ser superado.Baltasar Gracìcan.

Todos nós temos luz própria. Há uma centelha que carregamos para onde formos; pessoas inteligentes sabem que uma centelha que alimenta a outra não perde sua luz e amplia o brilho do lugar. Pessoas tolas olham apenas para si próprias e tentam brilhar solitárias, soprando o fogo alheio para apaga-lo, em outras palavras, não reconhecem e desestimulam o próximo, principalmente, se este estiver numa posição inferior.

Lembre-se, não há trevas que resista para sempre. Um facho de luz ao penetrar na escuridão, servirá de guia para que se acabe o breu; de repente, esse facho luz é ti, simplesmente, entre em cena e brilhe.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.