Livros

Cenas de jazz

Quero teu corpo no meu.

Cenas de jazz

16 de julho de 2020 - 13:20 - Atualizado em 2 de setembro de 2020 - 11:02

Eu peço que me espere.

O trânsito está pesado.

Vou me atrasar, eu sei.

Comprei um disco de jazz.

Levo o vinho de que gosta.

Não quero correr, não é legal.

Peço que me espere, já chego.

Fique à vontade. Pode até se deitar.

Não faço barulho, prometo.

Estou louco para te sentir.

Podemos sair para jantar.

Voltaremos logo para o ninho.

Quero teu corpo no meu.

Cenas de amor ao som do vinil…

O tempo machuca sem dó.

As luzes da cidade quase me cegam.

O dia foi cansativo, mas estou feliz.

Conto com tua espera de luz.

Estou quase chegando, aguarde.

Vejo tua janela. Há claridade. Espere?!

Jossan Karsten