Entretenimento

Helen Reddy, cantora do hino feminista “I Am Woman”, morre aos 78 anos

Reuters
Reuters
Helen Reddy, cantora do hino feminista “I Am Woman”, morre aos 78 anos
Cantora Helen Reddy posa para foto em Los Angeles

30 de setembro de 2020 - 11:32 - Atualizado em 30 de setembro de 2020 - 11:35

SYDNEY (Reuters) – A cantora Helen Reddy, cuja canção “I Am Woman” de 1972 se tornou um hino feminista global, morreu em Los Angeles aos 78 anos na terça-feira, informou a família.

“Nossos corações estão partidos. Mas nos confortamos em saber que sua voz viverá para sempre”, escreveu a família na conta oficial da cantora no Facebook.

Nascida na Austrália, Reddy mudou-se para os Estados Unidos aos 20 e poucos anos depois de vencer um concurso de talentos. Ela inicialmente fez sucesso com a música “I Don’t Know How To Love Him” em 1971.

Mas sua música “I Am Woman” alcançou o primeiro lugar em 1972 e a lançou ao estrelato global, e ela seguiu com uma série de sucessos, como “Delta Dawn”, “Angie Baby” e “Ain’t No Way to Trate a Lady”. Ela apresentou seu próprio programa de variedades na TV “The Helen Reddy Show” e estrelou filmes de Hollywood.

Reddy foi a cantora que mais vendeu no mundo em 1973 e 1974. Sua carreira diminuiu o ritmo na década de 1980 antes da aposentadoria oficial em 2002. Ela foi diagnosticada com demência em 2015.

(Reportagem de Colin Packham)

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEG8T1VS-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.