Entretenimento

Grife brasileira retira imagem de deus hindu de shorts

Reuters
Reuters
Grife brasileira retira imagem de deus hindu de shorts
Devoto compra imagem de deus hindu Lord Ganesha em Ahmedabad, na Índia

24 de novembro de 2020 - 14:25 - Atualizado em 24 de novembro de 2020 - 14:30

BRASÍLIA (Reuters) – Uma grife de moda brasileira retirou propagandas de sua linha de shorts masculinos e femininos que usavam a imagem de Lord Ganesha, um dos deuses mais reverenciados do hinduísmo, em resposta a reclamações de sacrilégio.

A grife Jon Cotre, sediada em São Paulo, disse que os anúncios foram retirados de seu site e que parou de comercializar as peças.

“Peço desculpas em nome da empresa pelo ocorrido. Nossa intenção nunca foi de ‘banalizar’ ou ofender”, disse uma porta-voz da marca.

Lord Ganesha, facilmente identificado por sua cabeça de elefante, é uma das divindades mais conhecidas e adoradas da terceira religião do mundo, que tem cerca de 1,2 bilhão de fiéis. Ele é patrono dos intelectuais, banqueiros, escribas e autores.

O embaixador da Índia no Brasil, Suresh Reddy, conversou com o dono da marca, Jon Cotre, para explicar quão sensível é o uso da imagem de Lord Ganesha, disse a embaixada.

Em comunicado, a embaixada disse que Cotre concordou imediatamente em remover as imagens e o material de suas lojas.

Clérigo hindu que mora nos Estados Unidos, Rajan Zed havia criticado o uso comercial inapropriado de imagens de Lord Ganesha, reclamando de “apropriação religiosa, sacrilégio e ridicularização de comunidades inteiras”.

(Reportagem de Anthony Boadle)

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEGAN1DH-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.