Entretenimento

Artistas ocupam sedo do IPHAN e protestam contra fim de Ministério

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

16 de maio de 2016 - 00:00 - Atualizado em 16 de maio de 2016 - 00:00

Representantes da classe artística protestam em frente ao IPHAN. (Foto: Divulgação)

Eles condenam a extinção do Ministério da Cultura (MINC) e o governo de Michel Temer

Artistas curitibanos ocupam, desde sexta-feira (13), a sede do IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), na Rua José de Alencar, Curitiba. Eles protestam contra a extinção do Ministério da Cultura (MINC) e o governo de Michel Temer. No local, os artistas realizam reuniões e apresentações culturais.

“Não reconhecemos a extinção do Ministério da Cultura – área que é central e estratégica para o desenvolvimento da sociedade brasileira – porque não reconhecemos o governo  ilegítimo de Michel Temer”, dizem, em nota, os participantes do movimento. “A extinção do Ministério da Cultura é uma perda, um retrocesso, no acúmulo de 30 anos de desenvolvimento de políticas públicas nesta área. A envergadura de importância do campo da cultura para o país necessita de uma coordenação própria que dê conta das suas especificidades e desenvolvimento”.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.