Entretenimento

Com “Capitão Kirk” a bordo, Blue Origin voltará ao espaço na quarta-feira

Reuters
Reuters
Com “Capitão Kirk” a bordo, Blue Origin voltará ao espaço na quarta-feira
William Shatner em performance no The Canyon Club

12 de outubro de 2021 - 12:41 - Atualizado em 12 de outubro de 2021 - 12:45

Por Mike Blake

VAN HORN, Texas (Reuters) – Três meses depois que o bilionário empresário norte-americano Jeff Bezos voou para o espaço a bordo de um foguete construído por sua empresa Blue Origin, a nave está programada na quarta-feira para levar outra tripulação inteiramente civil em um passeio suborbital, desta vez com o ator William Shatner, de “Star Trek”, no papel principal.

Como um dos quatro passageiros selecionados para o voo, Shatner, de 90 anos, está prestes a se tornar a pessoa mais velha a se aventurar no espaço.

É uma honra apropriada para um ator que se tornou um pilar da cultura pop por interpretar o Capitão James T. Kirk da nave estelar Enterprise na clássica série de televisão dos anos 1960 e de sete filmes subsequentes. Shatner agora consegue viver a missão que ele descreveu durante os créditos de abertura de cada episódio da série para explorar o “espaço – a fronteira final”.

Após um adiamento de 24 horas relacionado ao clima, Shatner e seus companheiros de viagem devem, na quarta-feira, se ajustar no foguete autônomo New Shepard de 18,3 metros de altura da Blue Origin, decolando de uma base na cidade de Van Horn, no Texas.

“Vou ver a imensidão do espaço e o milagre extraordinário de nossa Terra e como ela é frágil em comparação com as forças em ação no universo”, disse Shatner ao programa “Today”, da NBC. “Estou emocionado e ansioso – e um pouco nervoso e um pouco assustado – com toda essa nova aventura.”

O lançamento representa outro teste crucial da tecnologia da Blue Origin, enquanto a empresa compete contra rivais apoiadas por bilionários – SpaceX de Elon Musk e Virgin Galactic Holdings de Richard Branson – para atrair clientes dispostos a pagar grandes quantias de dinheiro para experimentar a emoção do voo espacial.

((Tradução Redação Brasília))

REUTERS MA

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH9B0R9-BASEIMAGE