Cinema & Filmes

Diretor de Space Jam original detona sequência

Joe Pytka diz que filme é “entediante” e que “LeBron não é Michael Jordan”

Thiago
Thiago Barros / Editor-Chefe TOMMO
Diretor de Space Jam original detona sequência
Divulgação

21 de julho de 2021 - 15:40 - Atualizado em 21 de julho de 2021 - 15:40

O diretor Joe Pytka de Space Jam: O Jogo do Século(1996), é mais um  dos muitos críticos da continuação Space Jam: Um Novo Legado, que foi lançada na semana passada nos cinemas. Em entrevista ao TMZ, o cineasta disse que achou o filme “entediante“, e que só conseguiu assisti-lo inteiro após cinco tentativas.

Segundo Pytka, os problemas do longa começam com o protagonista, LeBron James:

Quando fizemos o primeiro, Michael Jordan não era só o melhor jogador de basquete do mundo… Ele era uma das maiores celebridades do planeta. LeBron é um brilhante atleta, e um bom ator, mas a verdade é que ele não é Michael Jordan.

O diretor do filme de 1996 apontou vários outros problemas da continuação, incluindo o que ele considerou um elenco coadjuvante fraco (“Eu nem me lembro o que Anthony Davis fez no filme“), e uma trilha sonora “insignificante“. O maior problema para ele, no entanto, é o que Um Novo Legado fez com Pernalonga.

Este novo Pernalonga não tem nenhuma conexão com o clássico, e isso foi algo que fizemos com muito cuidado no filme original. A nova versão do Pernalonga parece um daqueles bonecos de pelúcia que você compra para o seu filho em uma loja de aeroporto quando o voo está atrasado“, criticou.

Apesar do sucesso, o filme foi mal recebido pela crítica: no Rotten TomatoesSpace Jam 2 tem desanimadores 31% de aprovação, enquanto a nota no Metacritic é 36/100.

Visto primeiro no TOMMO.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.