Entretenimento

Bienal Internacional movimenta Curitiba em torno da dança

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

21 de abril de 2012 - 00:00 - Atualizado em 21 de abril de 2012 - 00:00

Consagrada por seu Festival de Teatro e Oficina de Música, Curitiba passa a contar também com uma Bienal Internacional de Dança. A primeira edição do evento acontece entre 22 e 29 de abril (dia da dança), com apresentações no Guairinha, Guairão, Teatro da Reitoria e Teatro Londrina (dentro do Memorial de Curitiba).

A organização do evento fica a cargo da Coordenadoria de Dança da Fundação Cultural (FCC), que tem sede na Casa Hoffmann, em pleno Largo da Ordem. No total, estão envolvidos cerca de cem artistas e técnicos de quatro companhias internacionais, quatro nacionais (Goiás, Minas Gerais e duas de São Paulo) e cinco locais.

Os grupos estrangeiros selecionados são o Polish Dance Theater, da Polônia; Aspen Santa Fe Ballet, dos Estados Unidos; Solos Premiados do Festival de Sttutgart, da Alemanha; e  David Middendorp, da Holanda. “Através da Bienal, os bailarinos vão poder trocar experiências e, quem sabe, obter novas oportunidades de trabalho”, diz a coordenadora de dança da FCC, a ex-bailarina Eleonora Greca. Ao lado do marido, bailarino Wanderley Lopes, ela é a grande idealizadora do evento.

A expectativa de público participante é de cerca de 30 mil pessoas. Além de espetáculos, também serão promovidos debates, oficinas e exposições. “Temos muito interesse que a Bienal passe a fazer parte do calendário oficial de Curitiba e, cada vez mais, se transforme em uma iniciativa de fomento à dança”, revela Eleonora.