Entretenimento

Berlusconi deixa hospital após batalha “perigosa” contra Covid-19

Reuters
Reuters
Berlusconi deixa hospital após batalha “perigosa” contra Covid-19
Silvio Berlusconi deixa hospital em Milão

14 de setembro de 2020 - 10:46 - Atualizado em 14 de setembro de 2020 - 10:50

MILÃO (Reuters) – O ex-primeiro-ministro italiano Silvio Berlusconi deixou o hospital nesta segunda-feira depois de se recuperar do novo coronavírus, dizendo que sobreviveu “ao desafio mais perigoso” de sua vida.

“Eu disse a mim mesmo, com satisfação, ‘você escapou de mais uma'”, disse Berlusconi, sorridente, aos repórteres nos portões do hospital San Raffaele de Milão, onde foi internado no dia 3 de setembro depois de ser diagnosticado com Covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus.

O magnata de mídia de 83 anos desenvolveu uma pneumonia dupla e foi considerado um paciente de alto risco por causa da idade e de problemas de saúde preexistentes, inclusive cardíacos.

Berlusconi disse que a carga viral de sua amostra foi “a mais alta das dezenas de milhares” de pacientes tratados no hospital.

Acredita-se que ele contraiu o vírus quando passava férias em sua vila na ilha mediterrânea da Sardenha, e ele exortou as pessoas a encararem a doença com seriedade.

“Cada um de nós está exposto ao risco de infectar outros. Repito meu apelo de responsabilidade máxima de todos”, disse Berlusconi.

Ele ainda deve continuar isolado durante vários dias em sua vila de Arcore, nos arredores de Milão.

Berlusconi continua no comando do partido de direita Força Itália, mas não se espera que participe dos comícios para uma série de eleições regionais marcadas para 20 e 21 de setembro.

Sua doença coincidiu com um período de grande especulação a respeito do futuro de seu grupo midiático familiar Mediaset depois que um tribunal europeu arbitrou a favor da rival francesa Vivendi em uma disputa de longa data com a emissora italiana.

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEG8D1BT-BASEIMAGE