Entretenimento

Atitude 67 lança primeiro DVD da carreira: “Realizando um sonho”, diz vocalista

Lucas
Lucas Sarzi
Atitude 67 lança primeiro DVD da carreira: “Realizando um sonho”, diz vocalista
Foto: Reprodução/Instagram.

22 de maio de 2020 - 00:00 - Atualizado em 22 de maio de 2020 - 00:00

Nesta sexta-feira (21), o Brasil inteiro vai ver seis rapazes do Mato Grosso do Sul (MS) realizando o sonho de infância: o lançamento de um DVD. É assim que podemos definir Label 67, o primeiro projeto audiovisual do grupo de pagode Atitude 67, que tem menos de cinco anos de carreira e já conquistou números grandiosos. Inclusive o título de renovação do gênero musical.

Trazendo os maiores destaques dos projetos Luau em Casa, Art in Nudes, Sunset 67 e Label 67, o DVD ainda vem com surpresas, como uma versão exclusiva de Cerveja de Garrafa – música que fez a banda explodir Brasil afora – e a inédita Outra Vez, com a participação de Maurício Manieri.

Ao RIC Mais, o vocalista Pedrinho Pimenta definiu o DVD como um grande sonho, que a banda, formada por seis amigos, idealizou demais. “É um sonho da nossa adolescência esse DVD. Estamos, hoje, realizando um sonho de moleques, que sonhávamos juntos, lá em Campo Grande (MS), quando éramos novinhos”.

Lembro o quanto nós falamos disso, de um dia ter um DVD grande, com uma banda que tocasse pelo Brasil. Tínhamos 15, 16 anos, e percorremos um longo percurso de lá pra cá, muita coisa aconteceu e esse projeto significa tudo isso“, definiu Pedrinho Pimenta.

Ao todo, o projeto traz 15 músicas, gravadas em show ao vivo, no Espaço Barra Funda, em São Paulo, em outubro de 2019, e conta com três parcerias. Além de Manieri, o projeto teve Thiaguinho, considerado padrinho da banda, que divide os vocais de Hola Chica, e Gabriel O Pensador, que traz suas rimas para E aí bateu.

Tornando o projeto ainda mais especial, o Atitude 67 ainda preparou uma faixa-bônus inédita para o DVD. A canção Sonho tem uma letra que descreve não só a trajetória da banda, mas também seus medos, desafios e superações. Já o vídeo intimista traz o caminho percorrido pelos seis integrantes, em imagens de arquivo inéditas.

Quando mudaram para São Paulo, os seis rapazes sabiam que estavam arriscando tudo. “Gravamos o primeiro trabalho em 2017, foi lançado em 2018 e desde então a gente já planejava esse DVD. Nada foi como planejamos, mas para um bom sentido, porque as coisas só foram melhorando“.

“Tudo foi feito com muito carinho, muita leveza. Todo mundo que trabalhou embarcou na energia de estar ajudando a realizar o nosso sonho. Foi da forma mais bonita que a gente imaginou”, comentou o músico.

A princípio, o DVD vai ser apenas digital. “Áudios em todas as plataformas e os vídeos também. Até acabou ficando um formato mais democrático de entregar nesse momento”, comentou Pedrinho, deixando claro que nada é definitivo. “Não descartamos fazer o físico no futuro“.

atitude-67-dvd-lancamento

Foto: Igor Alarcon/Divulgação.

Missão de trazer leveza da música em meio ao caos

Segundo Pedrinho, o momento e a forma de lançar o projeto Label 67 não tem nada a ver com o que ele, Éric Polizér, Karan Cavallero, GP, Leandro Osmar e Regê imaginavam. “Não é o cenário que imaginamos, mas ao mesmo tempo a gente acha que a música, a arte, nesse momento tão difícil, tem papel muito importante que é de trazer esperança e boas energias para as pessoas”.

“Se estamos nesse momento, temos que acreditar que estamos fazendo o bem para as pessoas, com músicas que nós mesmos escrevemos, que trazem mensagens alegres, reflexivas. Cada um vai ouvir de um jeito”, considerou Pedrinho.

Segundo o vocalista do Atitude 67, o grupo tem encarado o lançamento de uma forma diferente do que imaginava lá atrás. “É como uma espécie de missão mesmo, de trazer música num momento de apreensão. Talvez seja esse o papel do disco”.

“Não estamos aqui para questionar a vontade de Deus, estamos aqui para entregar esse produto às pessoas e tomara que ele sirva para confortá-las de alguma forma”, definiu o cantor.

Em meio a tudo que está acontecendo, o grupo está sentindo muito a falta do que lutou tanto para conquistar: os fãs. “Todos nós tivemos que fazer renúncias muito grandes para arriscar viver da música. A partir do momento que a gente foi conseguindo viajar, fazer o nosso som e conhecer gente, trocar energia com a galera, a gente acabou amando isso. Estamos privados disso, mas entendemos que todo mundo tá passando por isso, foge da nossa ossada“.

Como moram juntos (há quatro anos), o grupo tem aproveitado o momento para se unir ainda mais. “Conversamos muito, estamos todos calmos, entendendo que isso tudo vai passar. Estamos juntos e vamos passar por isso de forma mais leve”.

“Poder lançar esse material nesse período é uma forma de talvez a gente conseguir confortar as pessoas. É isso que queremos”.

União, alegria e carisma, muito carisma

Os seis rapazes de Campo Grande, que conquistaram números excelentes ao longo dos quase quatro anos de carreira (como, por exemplo, quase 3 milhões de ouvintes mensais só no Spotify), acabaram sendo conhecidos pela alegria. É com muitos sorrisos e muita leveza que a banda leva o som às pessoas. “Alegria sempre foi essência do grupo, queremos realmente somar na vida das pessoas, que encarem nosso som, nossa produção, com a verdade que ela é”.

Pedrinho destacou a importância de poder viver, todos os dias, o sonho que planejou quando ainda era adolescente. Sonho esse, compartilhado pelos demais integrantes do Atitude 67. “Sabemos o quanto que é difícil, o quanto é raro viver de música. Então o mínimo que podemos entregar às pessoas é algo de verdade“.

“A gente se cobra muito para estarmos sempre bem, sempre em harmonia uns com os outros. E isso também buscamos passar em nosso trabalho, porque com certeza é transmitido de alguma forma para quem está escutando”, disse Pedrinho Pimenta.

Atitude 67 tem gratidão eterna aos curitibanos

Embora a banda tenha começado em Campo Grande, Curitiba é uma das cidades mais especiais para o grupo todo, simplesmente porque foi na capital paranaense o primeiro show fora do MS. “Primeiro show que a gente viajou para fazer foi em Curitiba. A gente tinha acabado de lançar o primeiro trabalho, nem sabíamos se as pessoas escutavam ou não, e o público de Curitiba cantou o disco inteiro“.

A primeira vez em que os meninos do grupo Atitude 67 receberam os fãs no camarim, foi na capital paranaense. Foi aqui onde a banda criou uma tradição que se repete por todo o Brasil. “Recebemos nossos primeiros fãs no camarim e aí criamos, em Curitiba, o hábito de aplaudir os fãs que entram para ver a gente. Batemos palma em forma de agradecimento mesmo”.

Para Pedrinho – assim como para todos os outros cinco integrantes do Atitude 67 – Curitiba é muito especial. “E só tivemos bons momentos na cidade, todos os shows que fizemos as vendas foram esgotadas, faz parte da nossa história mesmo“, comentou o vocalista, lembrando que a cidade é a terceira que mais ouve a banda em todo o Brasil nas plataformas digitais.

Curitiba marcou muito as nossas vidas. Dezembro de 2017 fizemos nosso primeiro show na capital paranaense, viajando pela primeira vez. Depois a coisa explodiu e começamos a rodar o país”, destacou.

atitude-67-pagode

Foto: Igor Alarcon/Divulgação.

Lançamento de DVD comemorado com live especial

Além do lançamento do projeto Label 67, a banda realiza, nesta sexta-feira, outro sonho: uma live especial para comemorar o DVD e ficar mais próximo dos fãs. “As pessoas podem, realmente, esperar seis moleques realizando um puta sonho. Estamos numa semana muito feliz, de olhar para trás e vermos que construimos uma trajetória de muita verdade“.

Segundo Pedrinho, o momento todo significa um amadurecimento para os músicos. “Poder lançar um DVD a nível nacional e uma live também a nível nacional, juntar essas estreias, é muita emoção e muita alegria. Estamos realmente realizando sonhos. Esta sexta-feira vai ser um dia inesquecível pra gente, de contar para os netos”.

A transmissão ao vivo, que começa às 19h, no canal da banda no YouTube e nos canais de TV fechada Oi, TIM, Vivo e Claro/Net, também vai ter um objetivo que tem tudo a ver com o Atitude 67: arrecadar doações. Parte dos recursos vai ser destinada ao Instituto Sul Mato Grossense para Cegos (Ismac) e também ao projeto Backstage Invisível, iniciativa que apoia quem trabalha nos bastidores do mundo da música.

Assista a live do Atitude 67 no YouTube:

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.