Entretenimento

Após condenação, Harvey Weinstein sente dores no peito e é levado a hospital

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

25 de fevereiro de 2020 - 00:00 - Atualizado em 25 de fevereiro de 2020 - 00:00

Após ter sido condenado por estupro e abuso sexual, na segunda-feira, 24, o produtor Harvey Weinstein sentiu dores no peito e foi levado a um hospital da cidade de Nova York. A previsão era que, após o julgamento, Weinstein, de 67 anos, fosse encaminhado à prisão de Rikers Island, onde aguardaria a leitura da sentença, em 11 de março.

A advogada de Weinstein, Donna Rotunno, informou à noite que o produtor estava sob observação no Hospital Bellevue, devido a uma hipertensão arterial e a palpitações cardíacas.

Durante o julgamento, outro advogado de Weinstein chegou a lembrar ao juiz James Burke algumas das doenças do produtor, destacando que ele toma diversos medicamentos e precisa de injeções nos olhos para evitar a cegueira.

Além disso, após uma cirurgia na coluna no mês de dezembro, ele depende do apoio de um andador.

Nesta segunda-feira, 24, o produtor foi declarado culpado pelos crimes de violação e abuso sexual, selando a queda do magnata de Hollywood depois do movimento #MeToo.

Ele foi condenado por acusações de abuso sexual ocorrido em 2006 e de um estupro em 2013.

O júri considerou Weinstein inocente pela acusação mais séria, agressão sexual predatória, que poderia resultar em uma sentença de prisão perpétua. COM AGÊNCIAS INTERNACIONAIS

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.