Entretenimento

Sambista Ana Clara lança ‘Fã Declarada’, projeto que busca sorrisos em meio ao momento difícil

Com um samba leve e cheio de amor, a jovem Ana Clara lança, nesta sexta-feira (28), seu novo projeto, ‘Fã Declarada’. Ouça o EP e veja o clipe!

Lucas
Lucas Sarzi
Sambista Ana Clara lança ‘Fã Declarada’, projeto que busca sorrisos em meio ao momento difícil
Foto: Divulgação.

28 de agosto de 2020 - 01:20 - Atualizado em 28 de agosto de 2020 - 01:20

A pandemia do novo coronavírus tirou o sorriso no rosto e a leveza de todos nós, mas aos poucos vamos recuperando essa essência de ser brasileiro. E a música tem papel fundamental nessa retomada da vida. É com esse objetivo que chega a cantora Ana Clara. Com um samba leve e cheio de amor, a jovem cantora lança, nesta sexta-feira (28), seu novo projeto, Fã Declarada.

O novo EP de Ana Clara, que foi produzido durante a pandemia, traz bem os sentimentos que precisamos para o momento e que só o samba pode nos dar: amor, aceitação, pluralidade e alegria. O projeto é um “esquenta” para o DVD da sambista, que deve ser gravado logo logo, assim que a situação se normalizar. 

Ao RIC Mais,  Ana Clara, que é de Joinville, Santa Catarina, contou que o Fã Declarada mostra ainda mais a sua personalidade enquanto cantora. “A música de trabalho em si, que leva o mesmo nome do EP, vem numa pegada alegre, feliz, alto astral.  Tem a ver comigo e com a minha personalidade. Nesse trabalho, consegui imprimir isso mais do que nunca, estou muito feliz, pois as pessoas vão poder conhecer bem a Ana Clara de fato”.

Mostro um pouco sobre as influências que eu curto, o tipo de som. Acho que esse trabalho ficou o mais perto de tudo que eu sou. Acho muito legal conseguir mostrar isso para o público. Minha expectativa é grande justamente por isso, para saber o que as pessoas vão achar”, comentou Ana.

Com um público bem diverso, Ana disse que tem tentado misturar um pouco as referências musicais e conquistar, cada vez mais, gente das mais diferentes idades. “Tento modernizar, porque é importante, a mudança é boa e necessária. Mas tento também criar a proximidade com a galera da minha idade”.

“Vejo que não é todo mundo que consome samba e é um estilo tão brasileiro, é muito importante criar esse vínculo. Tento fazer de algum jeito que crie interesse nessas pessoas também”.

Ouça o novo EP de Ana Clara, Fã Declarada:

Com o novo projeto, Ana Clara quer conquistar o público através do que mais estamos precisando no momento: sorrisos. “Espero que arranque muitos sorrisos, que as pessoas se identifiquem muito com esse trabalho. O repertório foi selecionado a dedo, foram músicas que realmente me emocionaram e espero que a energia do trabalho toque o coração das pessoas. Que faça a vida delas melhor, porque a missão é sempre essa”.

Mulher no samba sim, senhor! Xô, preconceito!

Aos 26 anos e com 13 de carreira, Ana Clara disse perceber que o samba e o pagode estão, sim, se renovando e passando por uma nova geração. “Se não estiver passando, quero acreditar que a gente vai passar por essa renovação, sim. Acho muito importante essa reciclagem de novos cantores, isso é necessário, em todos os segmentos. Tem que acontecer”.

Por ser mulher e cantar samba e pagode, Ana disse que nem sempre foi fácil, principalmente por não existirem muitas cantoras jovens no segmento, mantendo como referências nomes grandes como Alcione e Teresa Cristina. “Quando pensamos em mulheres no samba, lembramos de nomes já consolidados como Alcione, Leci Brandão. Acho que falta a juventude hoje, até de criarmos uma proximidade com a galera mais jovem mesmo”.

De homens, nós temos muitos nomes, toda hora aparece alguém, mas quando falamos de mulher fica esse vazio. Quanto mais a gente tiver, vai ser melhor para a gente, vamos conseguir passar por essa resistência, como no sertanejo mesmo, é muito importante”.

Sobre preconceito, a cantora disse já ter sofrido mais, mas agora as coisas têm melhorado. “Já foi pior, realmente. Logo que comecei, via muito mais escancarado. Ouvia comentários e até o próprio olhar das pessoas, o julgamento. Hoje eu vejo que é mais oportuno, que as pessoas estão vindo mais com o coração aberto para ouvir“. 

No caso de Ana Clara, o preconceito não foi nem por ser mulher, mas sim por ter vindo de fora do eixo Rio-SP, berços do samba no Brasil. “Meu lance é por conta que eu não nasci nem no Rio, nem em São Paulo. Por não nascer no berço do samba, as pessoas já perguntam: “mas lá em Joinville tem samba?“. Aí junta o fato de eu ser branca, loira, não tenho pré-requisito de sambista, mas acho que não tem nada a ver com isso, o trabalho vem para quebrar todos os paradigmas e barreiras”. 

ana-clara-cantora-1
Foto: Divulgação.

Clipe com pegada atual de conscientização sobre o amor

O novo EP de Ana Clara vem acompanhado de um clipe da música Fã Declarada. O material foi pensado também para trazer um pouco de conscientização e falar com as pessoas num momento em que precisamos cada vez mais de conscientização sobre preconceito.

Resolvemos colocar um beijo gay, porque o samba é um ambiente mais machista, então temos que aproveitar o momento, que é oportuno, para falarmos disso“. 

Ana explicou que já percebeu que hoje em dia as pessoas têm respeitado mais o trabalho que ela faz,  por isso resolveu também conversar com o público. “Isso é importante. Sou mulher e fico feliz de poder representar outras mulheres, mostrando que a gente faz o que nós quisermos fazer e vamos fazer muito bem feito”.  

Vem gravação de DVD por aí

O lançamento de Fã Declarada é uma prévia do que ainda vai vir num projeto ainda maior que é a gravação do DVD de Ana Clara. “Seria em outubro, estamos na expectativa de conseguir gravar o DVD ainda este ano, mas não sei precisar muita coisa, justamente por causa da pandemia. Vamos também sentir como vai andar o EP e vamos conduzindo aos poucos”. 

Ana, que teve boas oportunidades de trabalho durante a pandemia, já traz um balanço dos aprendizados que podemos levar de tudo que estamos vivendo. “Às vezes a gente é tão egoísta, a gente não pensa no outro. Espero que o mundo fique melhor, porque às vezes não nos preocupamos com coisas simples. Não sabemos como vai ser esse ‘novo normal’ tão falado, mas que tenhamos mais leveza, que sejamos mais felizes e que tenhamos mais empatia pelo próximo”. 

ana-clara-cantora-2
Foto: Divulgação.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.