Entretenimento

Alec Baldwin mirava em câmera quando arma disparou, diz declaração juramentada

Reuters
Reuters
Alec Baldwin mirava em câmera quando arma disparou, diz declaração juramentada
Vigília para a diretora de fotografia Halyna Hutchins em Albuquerque

25 de outubro de 2021 - 10:27 - Atualizado em 25 de outubro de 2021 - 10:30

Por Lisa Richwine

SANTA FÉ, Estados Unidos (Reuters) – Alec Baldwin estava apontando o revólver para uma câmera durante um ensaio no set de filmagem do filme “Rust” quando a arma disparou e atingiu a diretora de fotografia Halyna Hutchins no peito, de acordo com uma declaração juramentada divulgada no domingo.

A declaração juramentada forneceu detalhes adicionais do disparo acidental de quinta-feira que matou Hutchins, de 42 anos, e feriu o diretor Joel Souza. Baldwin havia recebido a arma cenográfica e sido informado de que estava descarregada, disseram autoridades de Santa Fé em documentos judiciais.

“Joel afirmou que puseram Alec sentado em um banco de uma igreja cenográfica, e ele estava treinando um saque cruzado. Joel disse que estava olhando por cima do ombro de (Hutchins) quando ouviu o que pareceu um estalo e depois um estouro alto”, informou a declaração.

“Joel depois se lembrou vagamente de (Hutchins) se queixando do estômago e apertando o tronco. Joel também disse que (Hutchins) começou a tropeçar para trás e que foi ajudada a se deitar”.

Hutchins disse que não conseguia sentir as pernas, disse Reid Russel, um operador de câmera que estava perto dela no momento do disparo, às autoridades.

Transtornado, Baldwin, de 63 anos, foi fotografado no sábado diante de um hotel de Santa Fé abraçando e conversando com Matt Hutchins, marido de Halyna Hutchins, e o filho de 9 anos do casal.

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH9O0KG-BASEIMAGE