Entretenimento

Agência de Hollywood critica Disney em discussão quente sobre “Viúva Negra”

Reuters
Reuters
Agência de Hollywood critica Disney em discussão quente sobre “Viúva Negra”
Atriz Scarlett Johansson

30 de julho de 2021 - 17:23 - Atualizado em 30 de julho de 2021 - 17:25

LOS ANGELES (Reuters) – Uma das maiores agências de talento de Hollywood criticou nesta sexta-feira o estúdio da Disney em uma discussão pública e acalorada sobre a alegação da atriz Scarlett Johansson de que ela perdeu dinheiro no lançamento do seu filme “Viúva Negra”.

Bryan Lourd, co-presidente da agência Creative Arts (CAA), acusou a Disney em um comunicado de atacar o caráter da atriz e de revelar o seu salário de 20 milhões de dólares pelo filme de super-herói “em uma tentativa de usar o seu sucesso como artista e empresária como uma arma”.

Lourd, que também representa Johansson, emitiu o comunicado um dia depois de a estrela de “Viúva Negra” processar a Disney por violação de contrato ao ter lançado o filme em 9 de julho na sua plataforma de streaming ao mesmo tempo em que estava nos cinemas, reduzindo o que ela esperava receber em percentual das arrecadações de bilheteria.

Johansson, de 36 anos, uma das atrizes mais populares de Hollywood e entre as mais bem pagas, fez nove filmes da Marvel com a Disney.

A Disney respondeu nesta quinta-feira dizendo que “não havia mérito” no processo. Também revelou que Johansson havia recebido 20 milhões de dólares pelo filme e que o processo mostrava “um cruel desprezo” pelos efeitos da pandemia.

Lourd disse que a Disney “de maneira descarada e falsa acusou a senhorita Johansson de ser insensível com a pandemia global de Covid-19”.

“Os ataques diretos da Disney ao seu caráter e todo o resto que eles implicam estão abaixo dos padrões da empresa para a qual muitos de nós da comunidade criativa trabalhamos com sucesso por décadas”, acrescentou Lourd.

A Disney não respondeu imediatamente nesta sexta-feira a um pedido por comentários sobre o comunicado de Lourd.

“Viúva Negra”, a história da assassina russa que se tornou uma Vingadora, arrecadou 80 milhões de dólares na bilheteria dos EUA e do Canadá em seu fim de semana de estreia. O filme também gerou 60 milhões de dólares em compras no Disney+, disse a Disney.

(Reportagem de Jill Serjeant)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH6T1JC-BASEIMAGE