Energia

Opep mantém previsão de demanda de petróleo em 2022; vê impactos moderados com Ômicron

Reuters
Reuters
Opep mantém previsão de demanda de petróleo em 2022; vê impactos moderados com Ômicron
Barris de petróleo pintados

13 de dezembro de 2021 - 12:02 - Atualizado em 2 de janeiro de 2022 - 19:16

Por Alex Lawler

LONDRES, (Reuters) – A Opep elevou nesta segunda-feira sua previsão de demanda mundial de petróleo para o primeiro trimestre de 2022, mas manteve estável sua previsão de crescimento para o ano inteiro, dizendo que a variante do coronavírus Ômicron teria um impacto moderado à medida que o mundo se acostuma a lidar com a pandemia.

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) disse em um relatório mensal que espera que a demanda por petróleo atinja uma média de 99,13 milhões de barris por dia (bpd) no primeiro trimestre de 2022, 1,11 milhão de bpd acima de sua previsão no mês passado.

“Parte da recuperação anteriormente esperada para o quarto trimestre de 2021 foi transferida para o primeiro trimestre de 2022, seguida por uma recuperação mais estável ao longo do segundo semestre de 2022”, disse a Opep no relatório.

“Além disso, o impacto da nova variante Ômicron é projetado para ser moderado e de curta duração, à medida que o mundo se torna mais bem equipado para gerenciar a Covid-19 e seus desafios relacionados.”

A Opep manteve sua previsão de que a demanda mundial de petróleo crescerá 5,65 milhões de bpd em 2021, após o declínio histórico do ano passado no início da pandemia.

Em 2022, a Opep espera um novo crescimento na demanda de 4,15 milhões de bpd, inalterado em relação ao mês passado, o que empurrará o consumo mundial acima dos níveis de 2019.

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEHBC0OD-BASEIMAGE