Energia

Investir hoje para um futuro sem apagões

Para evitar o mesmo problema de energia, o Governo Federal autorizou a construção de uma linha de transmissão, buscando prevenir apagões como o que aconteceu no Amapá

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

9 de março de 2021 - 17:01 - Atualizado em 11 de março de 2021 - 16:41

Resumo da matéria

  • Projeto Gralha Azul está sendo realizado desde o ano passado e vai gerar autonomia para que um apagão não aconteça
  • Gralha Azul pretende prevenir apagões como o que acorreu no Amapá
  • Atualmente toda a energia que é produzida pelas turbinas da Itaipu, vai primeiro para o estado de São Paulo

Quem vive sem luz hoje em dia? A energia elétrica é nossa aliada e por isso é necessário investir para que no futuro não falte esse bem tão precioso.

É pela força de milhares de profissionais, pela mão de obra qualificada que se aprimoram nos Campos Gerais no Paraná, diante de uma obra grandiosa de dois bilhões em investimentos, que avança a tecnologia para tornar ainda mais eficiente a distribuição de energia em solo paranaense.

“Embora o sistema do Paraná seja muito bem operado e mantido pela Companhia Paranaense de Energia Elétrica, Copel, a gente sabe que o aumento do consumo provoca restrição de oferta, e subtenções, ou seja, condições sistemicas desfavoráveis que fazem que tenham quedas, ligeiros apagões, restrições de consumo que impacto o desenvolvimento econômico do estado”

Márcio Neves, diretor de Implantação do Sistema de Transmissão Gralha Azul.

São em terras paranaenses que surgem oportunidades, onde chegam gente de todo o canto do Brasil para movimentar o Sistema de Transmissão que está sendo instalado. As torres de energias são as promessas de properidade para a região.

Nós estamos crescendo, nossa região ficando melhor porque tá tendo mais as coisas e vai beneficiar também.

Gerson Dobizinski, agricultor.

Leia também: Obra promete estabilizar o fornecimento de energia elétrica

Com o sistema de transmissão mais moderno, a expectativa é de crescimento. Um estado com mais indústrias, com a possibilidade de geração de empregos e com mais eficiência na distribuição de energia elétrica.

Você vai ter uma distribuição de indústria muito melhor, um reforço na estrutura de distribuição onde você vai proporcionar um crescimento econômico formidável para o estado do Paraná.

Márcio Inakake, Coordenador de Engenharia do Sistema de Transmissão Gralha Azul.

Olhar para o futuro, comandar o avanço de uma obra deste porte, é também cuidar, preservar.

Leia também: Comunidades quilombolas são beneficiadas pela Obra Gralha Azul

O legado do que está sendo erguido ao longo dos 27 municípios dos Campos Gerais, também é deixar melhorias para as próximas gerações que crescem nas comunidade quilombolas na região centro do Paraná.