Energia

Instituições sociais recebem benefícios do Projeto Gralha Azul

Desde o início dos trabalhos para a implantação do sistema de transmissão gralha azul – inúmeros impactos muito positivos chegaram aos vinte e sete municípios

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

O município de São Mateus do Sul, localizado a 140 km da capital Curitiba, é umas das cidades na rota do novo Sistema de Transmissão Gralha Azul. O Lar São Mateus, que garante atendimento para mais de 130 crianças, de 5 a 10 anos de idade, está na lista dos beneficiados pelas ações sociais que chegam com a presença da ENGIE Brasil Energia na região.

Até o momento, um milhão e meio de reais foram destinados a diversas entidades ligadas à programas de assistência à comunidade.

Lar São Mateus recebe 5 mil reais em investimentos

Com a pandemia da covid-19, o local acabou ficando vazio temporariamente. Mas, uma campanha de solidariedade promovida pela empresa garantiu 5 mil reais em doações a instituição. Os planos agora são de novos investimentos.

(Lar São Mateus. Reprodução / RIC Record TV)

“Ajudou em alimentação, produtos de limpeza entre outras coisas. Ajudou nas despesas do Lar São Mateus.”

Rita de Cássia Furtado. Diretora do Lar São Mateus

Doações feitas para o Hospital Universitário de Ponta Grossa

No combate ao coronavírus, uma ajuda chegou ao Hospital Universitário de Ponta Grossa. Foram doados em junho do ano passado equipamentos de proteção para os profissionais de saúde: 231 caixas de luvas e 2,5 mil máscaras.

(Hospital Universitário Ponta Grossa. Reprodução / RIC Record TV)

Comunidade Terapêutica Padre Wilson recebe 32 mil reais

Já área rural de Ponta Grossa, próximo ao local onde está sendo montada a maior subestação do sistema, a empresa montou uma cozinha na Comunidade Terapêutica Padre Wilson, da Copiosa Redenção, investindo quase 32 mil reais. O local atende 25 dependentes químicos.

(Comunidade Terapêutica Padre Wilson, da Copiosa Redenção. Reprodução / RIC Record TV)

“Da para dizer sim que é uma empresa que é preocupada não só com o que tá fazendo, mas com a vizinhança ao redor. E com o impacto positivo que ela pode gerar.”

afirmou o Padre Fernando, da Copiosa Redenção
Colônia Witmarsum terá museu restaurado

Na Colônia Witmarsum, onde predomina os descendentes russos e alemães, foram 50 mil reais de recursos destinados a restauração da sede do Museu Histórico de Witmarsum.

“Engie como ela vai ficar durante bastante tempo, a gente tem uma perspectiva bem legal de uma parceria duradoura. Então, eu posso como museu, por exemplo, planejar os próximos dez anos. Eu tenho um parceiro que vai caminhar junto comigo”

afirmou Ricardo Philippsen, diretor do Museu de Witmarsum

São diferentes comunidades e milhares de pessoas de alguma forma beneficiadas.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.