Energia

Cerca de 5 mil colaboradores do Sistema de Transmissão Gralha Azul participam de evento mundial sobre saúde e segurança

Ação funcionará como uma pausa das atividades das obras para refletir sobre os protocolos de prevenção à covid-19 e às regras de segurança à vida

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais
Cerca de 5 mil colaboradores do Sistema de Transmissão Gralha Azul participam de evento mundial sobre saúde e segurança

27 de abril de 2021 - 16:39 - Atualizado em 27 de abril de 2021 - 16:39

Nesta quarta-feira, dia 28, cerca de 5 mil colaboradores do Sistema de Transmissão Gralha Azul (STGA), da ENGIE, participarão de um dos maiores eventos promovidos pelo grupo em âmbito global. A ação chamada de “Parada Geral de Saúde e Segurança”, funciona como um momento de pausa momentânea das atividades dos colaboradores, diretos e indiretos, de cerca de 70 países, onde o Grupo ENGIE está presente. As equipes das frentes de trabalho participarão de conversas e instruções sobre prevenção de riscos relacionados às atividades de trabalho.

A data escolhida, dia 28 de abril, tem como principal razão a comemoração ao “Dia Mundial sobre Segurança e Saúde no Trabalho”. Este ano, a iniciativa da ENGIE, que terá como tema “No life at risk” – Nenhuma vida em risco”, unirá as atenções aos protocolos de prevenção à covid-19 e às regras de segurança. Para os funcionários ENGIE haverá um momento online, às 9h, para parar e refletir sobre saúde e segurança com os diretores da empresa. Já dentro do Sistema de Transmissão Gralha Azul, os gestores atuarão como porta-vozes da “parada de segurança” nos canteiros de obra e subestações dos 27 municípios paranaenses por onde o projeto passa. Além da temática dos cuidados relacionados à covid-19, cada multiplicador também trabalhará pelo menos um outro tema, como: riscos em atividades com eletricidade; riscos em rodovias e trânsito; riscos em trabalhos em altura e riscos durante o içamento e movimentação de cargas.

De acordo com o gerente do projeto Sistema de Transmissão Gralha Azul, Paulo Henrique Muller, este será um momento necessário para aprendizado e reflexão. “É preciso pararmos as atividades uns instantes para focarmos nossa atenção sobre os riscos e fazermos nosso papel de preveni-los. No ST Gralha Azul já são mais de 9 milhões de horas trabalhadas, preservando a saúde e segurança dos trabalhadores. Este é um momento importante para refletirmos e reforçamos a importância das medidas que devem ser praticadas diariamente com o objetivo de evitar incidentes, garantir o comportamento seguro de todos e elevar a consciência sobre as atitudes que são imprescindíveis para salvar vidas”, diz o gerente.

No Sistema de Transmissão Gralha Azul a ação acontecerá presencial nos locais de obras, através de conversas em equipes pequenas, cumprindo os protocolos de segurança por conta da covid-19. Para a ação também foram disponibilizados materiais para serem usadas em TVs corporativas e outros canais digitais, bem como cartazes para serem afixados em murais.
Segundo o supervisor de saúde e segurança do trabalho do STGA, Alex Pereira, este evento vem em momento crucial do avanço das obras do ST Gralha Azul.

“São assuntos importantes e presentes em nossas atividades, especialmente o enfrentamento conjunto à covid-19. É importante que a cultura dos cuidados com saúde e segurança prospere em cada um, não apenas nos trabalhadores, mas que ecoe em suas famílias”. Ainda de acordo com o supervisor, essa parada vem para mostrar o papel de cada colaborador em também se preocupar em cuidar do outro sem menção à hierarquia. “Há um longo desafio que temos nesta fase final das obras e que requer observar com mais detalhe para todos terminarem as atividades e voltarmos bem para nossas casas”, finaliza

Sobre o ST Gralha Azul

As obras do ST Gralha Azul, da ENGIE, passarão por 27 municípios do Centro-Sul e Centro-Oriental paranaense, movimentando cerca de cinco mil vagas de emprego, com a construção de mais de 1.000 quilômetros de linhas de transmissão e 2.200 torres. Em execução no Paraná desde setembro de 2019, o projeto – que tem o investimento de R$ 2 bilhões – contempla a construção de cinco novas subestações de energia, cinco ampliações de subestações já existentes e quinze linhas de transmissão. Sua implantação deverá ser concluída setembro de 2021, com a operação escalonada prevista para iniciar em julho.

Abril Verde

Em 2003, a Organização Internacional do Trabalho (OIT) instituiu o dia 28 de abril como o Dia Mundial de Segurança e Saúde no Trabalho. A data, que em as vítimas dos acidentes e doenças relacionadas ao trabalho são lembradas, foi escolhida em razão de um acidente que matou 78 trabalhadores em uma mina no estado da Virgínia, nos Estados Unidos, em 1969. O tema da campanha deste ano é a “promoção de uma cultura de segurança e saúde nos locais de trabalho em todo o mundo”. O Dia Mundial também vai dar destaque a aos riscos químicos, a violência no trabalho e as enfermidades do aparelho respiratório. De acordo com informações da OIT, anualmente, cerca de dois milhões de homens e mulheres morrem devido a acidentes e doenças relacionadas ao trabalho. Em todo o mundo são registrados, a cada ano, 270 milhões de acidentes de trabalho e 160 milhões de doenças relacionadas ao trabalho.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.