Empreendedorismo

Curitiba é a 2ª melhor cidade para empreender no Brasil, aponta Sebrae

Confira o ranking com as 20 cidades mais empreendedoras do Brasil

Isadora
Isadora Deip / Estagiária com informações da Prefeitura de Curitiba e supervisão de Ederson Hising
Curitiba é a 2ª melhor cidade para empreender no Brasil, aponta Sebrae
(Foto: Daniel Castellano / SMCS)

26 de maio de 2022 - 16:26 - Atualizado em 19 de junho de 2022 - 23:11

A capital paranaense é a segunda melhor cidade do Brasil para se empreender e abrir negócios. É o que aponta o novo Índice Sebrae de Desenvolvimento Econômico Local (Isdel 2.0), divulgado em maio.

Segundo a pesquisa, somente 20% dos municípios brasileiros têm alto ou muito alto índice de desenvolvimento econômico, com Curitiba aparecendo na vice-liderança, atrás apenas de São Paulo (SP).

A cidade se destacou em todos os quesitos do Isdel 2.0, como capital empreendedor, tecido empresarial (redes formais e informais de empreendedores e empresas), governança para o desenvolvimento, organização produtiva e competitividade.

O prefeito Rafael Greca (DEM) comemora a conquista da capital e destaca as ações da cidade voltadas à economia.

“Desde 2017, Curitiba recuperou seu DNA inovador e empreendedor com o Vale do Pinhão, o movimento da Prefeitura e de todo o ecossistema de inovação. Estamos no caminho certo, com ações que dão suporte ao empreendedor e que também promovem a aceleração da economia”,

diz Greca.

Esta é a segunda vez, apenas neste ano, que Curitiba é apontada como uma das melhores cidades para empreender. Em março, a cidade ficou em terceiro lugar no novo Índice de Cidades Empreendedoras 2022, pesquisa produzida pela Escola Nacional de Administração Pública (Enap).

Índice

Criado em 2018, o Índice Sebrae de Desenvolvimento Econômico Local foi reformulado no ano passado, passando a se chamar Isdel 2.0. É uma parceria do Sebrae com o Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional (Cedeplar/UFMG).

A versão 2.0 do índice engloba 106 variáveis disponibilizadas por fontes oficiais – a primeira tinha 135 -, que estão agrupadas em 39 indicadores.

“Com a reformulação, o índice apresentou uma correlação ainda melhor com índices de desenvolvimento de referência nacional e internacional, tais como o PIB per capita e o IDH”,

afirma a economista Bárbara Castro, analista da Unidade de Inteligência Empresarial do Sebrae Minas.

O Isdel 2.0 posiciona os municípios em uma escala que varia de 0 a 1. Quanto mais próximo de 1, maior o nível de desenvolvimento econômico da localidade.

Top 20 das cidades mais empreendedoras do Brasil

  1. São Paulo (SP): 0,785
  2. Curitiba (PR): 0,749
  3. São Caetano do Sul (SP): 0,749
  4. Barueri (SP): 0,734
  5. Campinas (SP): 0,730
  6. Belo Horizonte (MG): 0,728
  7. Ribeirão Preto (SP): 0,722
  8. São Bernardo do Campo (SP): 0,718
  9. Porto Alegre (RS): 0,718
  10. Rio de Janeiro (RJ): 0,716
  11. Maringá (PR): 0,715
  12. Joinville (SC): 0,710
  13. Jundiaí (SP): 0,704
  14. Londrina (PR): 0,704
  15. Florianópolis (SC): 0,703
  16. Balneário Camboriú (SC): 0,703
  17. Sorocaba (SP): 0,703
  18. Guarulhos (SP): 0,697
  19. Valinhos (SP): 0,695
  20. Goiânia (GO): 0,695
Quer mandar uma sugestão de pauta pro RIC Mais? Descreva tudo e mande suas fotos e vídeos pelo WhatsApp, clicando aqui.