Educação

UEL solicita comprovante de vacinação para estudantes, docentes e agentes universitários

O documento deve ser anexado nos portais da universidade até o dia 17 de janeiro

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais
UEL solicita comprovante de vacinação para estudantes, docentes e agentes universitários
(Foto: Geraldo Bubniak/AEN)

11 de janeiro de 2022 - 15:58 - Atualizado em 11 de janeiro de 2022 - 16:25

A Universidade Estadual de Londrina (UEL), no norte do Paraná, anunciou a obrigatoriedade de que estudantes, docentes e agentes universitários apresentem o comprovante de vacinação contra a Covid-19 para o mapeamento da situação vacinal e retorno presencial mais seguro.

A instituição disponibilizou um questionário onde deve ser informado quantas doses foram tomadas e, se não foram recebidas, o motivo. O documento com as informações deve ser anexado até o dia 17 de janeiro, nos portais da universidade (Portal do Estudante de Graduação, Portal do Servidor e Portal da Pós-graduação).

O Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPE) e o Conselho de Administração (CA) irão analisar os casos de estudantes ou servidores que não foram imunizados, com base em informações epidemiológicas e sanitárias.

Retorno presencial

Mais de 17 mil estudantes devem retornar presencialmente à universidade a partir do dia 24 de janeiro. A volta segue os protocolos estabelecidos no Plano de Contingência, Normas, Protocolos e Orientações de Segurança Sanitária para Enfrentamento da Covid-19.  Ficará a cargo de cada colegiado decidir como acontecerá esse retorno. As matrizes curriculares de cada curso com o cronograma da volta presencial pode ser acessada através deste link.

De acordo com o professor e reitor Décio Sabbatini Barbosa, esse retorno presencial pode ter algumas exceções. Atividades administrativas, como reuniões de Colegiado e acadêmicas podem acontecer de forma remota.

Medidas de segurança

Mais de 104 profissionais da limpeza foram contratados para reforçar a higienização dos diversos espaços da universidade. Uso de máscara, álcool em gel e higienização das mãos continuam obrigatórios, assim como um distanciamento mínimo. O reitor da UEL também informou que a Prefeitura do Campus Universitário (PCU) ajudará a manter a ventilação das salas e garantir o bom funcionamento das janelas e portas.

Quem tiver a máscara danificada ou qualquer outro problema envolvendo os equipamentos de segurança para prevenção da Covid-19, como o álcool em gel, poderá solicitar nos Centros e no SEBEC. Já os estudantes que apresentarem sintomas do novo coronavírus após o retorno presencial devem informar a coordenação do colegiado para a realização dos procedimentos cabíveis.

O Plano de contingência pode ser acessado clicando aqui.

Quer mandar uma sugestão de pauta pro RIC Mais? Descreva tudo e mande suas fotos e vídeos pelo WhatsApp, clicando aqui.