Educação

Toledo será sede do maior seminário jurídico latino-americano da atualidade

Evento acontece entre os dias 02 e 06 de maio de 2022

Aline
Aline Cristina / Repórter
Toledo será sede do maior seminário jurídico latino-americano da atualidade
(Foto: Divulgação)

25 de abril de 2022 - 09:40 - Atualizado em 25 de abril de 2022 - 09:44

Entre os dias 02 e 06 de maio de 2022, a cidade de Toledo, no Oeste do Paraná, recebe a primeira edição do Direito Sem Fronteiras, maior seminário jurídico da América Latina na atualidade, promovido pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR) em parceria com a Universidad de Buenos Aires (UBA), Universidad de Belgrano (UB) e o Instituto Latino-americano de Ensino, Pesquisa e Extensão. 

Durante a semana de atividades, o câmpus de Toledo da instituição receberá 20 palestrantes e expositores especialistas em diversas áreas do Direito, do Brasil, Argentina, Inglaterra, Itália, Chile, Colômbia, Paraguai, Haiti e México.

“ Será um encontro riquíssimo em termos de conhecimento, além de um avanço nos debates de questões jurídicas que refletem direta ou indiretamente na evolução da sociedade. O evento é tão relevante, que recebeu inscrições de pesquisadores de todas as instituições de Toledo, algumas de outras regiões e visitantes do Estado do São Paulo.” 

Rodrigo Saldanha – coordenador do curso de Direito da PUCPR em Toledo

Uma das palestras mais aguardadas é a de Sacha Darke. O docente da Universidade de Westminster, na Inglaterra, e professor visitante da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP) é referência mundial na área de criminologia e estará presente nesse evento.

A abertura do seminário, na segunda-feira (02), terá palestra presencial de Damian Rodrigo Pizarro, membro da Associação Argentina de Direito Constitucional. A programação conta também com grupos de trabalhos estratégicos, debates e mostra de pesquisa. Aos ouvintes, será conferido certificado de caráter internacional de 50h. 

Clique para ver a programação completa e realizar a inscrição.

Registrou um flagrante? Mande para o WhatsApp do RIC Mais. Clique aqui e faça o portal com a gente!