Educação

Senado aprova MP que amplia acesso de estudantes ao Prouni

Novas regras estendem bolsas federais em faculdades privadas para alunos egressos de escolas particulares

Reuters
Reuters
Senado aprova MP que amplia acesso de estudantes ao Prouni
Edifício do Ministério da Educação, em Brasília

26 de abril de 2022 - 20:16 - Atualizado em 26 de abril de 2022 - 21:27

Por Maria Carolina Marcello

BRASÍLIA (Reuters) – O Senado aprovou nesta terça-feira (26) medida provisória que altera regras do Programa Universidade para Todos (Prouni), estendendo a concessão de bolsas federais em faculdades privadas a alunos egressos de escolas particulares que tenham pago suas mensalidades no Ensino Médio.

Pelo texto da medida, o público-alvo do programa deixa de focar apenas nos estudantes de escolas públicas ou aqueles beneficiados por bolsas em instituições particulares. O fato de ter frequentado o ensino público passa a figurar, pela MP, como critério de prioridade.

Uma das mudanças aprovadas pelos senadores diz respeito à exigência de comprovação de renda do aluno para obtenção da bolsa. Emenda aprovada prevê que “o Ministério da Educação poderá dispensar a apresentação de documentação que comprove a renda familiar mensal bruta per capita do estudante e a situação de pessoa com deficiência, desde que a informação possa ser obtida por meio de acesso a bancos de dados de órgãos governamentais”.

Modificada no Senado, a MP retorna à Câmara dos Deputados para uma última análise.