Educação

Aulas em setor da UFPR são retomadas após reparações no gerador de energia

De acordo com a UFPR, as reparações não foram totalmente concluídas, por isso os docentes precisarão economizar energia, enquanto o setor estiver abastecido por gerador

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais
Aulas em setor da UFPR são retomadas após reparações no gerador de energia
(Foto: Divulgação/ UFPR)

12 de abril de 2022 - 19:41 - Atualizado em 12 de abril de 2022 - 19:41

O Setor de Ciências Biológicas (SCB), da Universidade Federal do Paraná (UFPR), não teve aulas nesta segunda (11) e terça-feira (12). O cabo de energia que abastece o setor, que é subterrâneo, rompeu no domingo (10). Às escuras, o bloco não pode abrigar nenhuma atividade. Mas a UFPR informou que, nesta terça-feira (12), foram concluídos os testes no gerador contratado pela UFPR e os alunos do setor podem voltar às aulas nesta quarta-feira (13).

De acordo com a UFPR, embora o gerador tenha alta capacidade, ainda se faz necessário a “economia de energia pela comunidade setorial”. Portanto, as atividades de pesquisa e extensão deverão ser reduzidas ao máximo. A promessa é de que, em breve, sejam disponibilizada uma escala de uso emergencial de equipamentos de maior consumo.

“Vale lembrar que, a cada 48 horas, poderá haver interrupções de até uma hora para manutenção do equipamento, que serão programadas preferencialmente entre 12h30 e 13h30”,

informou em nota.

Conforme a Instituição, a próxima manutenção está prevista para ser realizada na quinta (14). Nesse período, por conta da oscilação da energia, poderá haver também quedas de sinal de internet.

Queda de energia

A queda de energia no SCB aconteceu no domingo (10), devido a uma ruptura em um dos cabos subterrâneos que levam energia elétrica da entrada do Centro Politécnico ao Setor de Ciências Biológicas. O prédio central do SCB, o Biotério e o Departamento de Farmacologia ficaram sem o abastecimento de energia vinda da Copel.

Já foram iniciadas as operações de substituição do cabo rompido, mas devido à complexidade da operação, estima-se que o fornecimento normal de energia ao setor se dê na próxima sexta-feira (15).