Educação

“Até agosto devemos estar com todas escolas abertas”, declara secretário de educação do Paraná

Aulas na rede pública de ensino foram retomadas em 206 escolas nesta segunda-feira (10)

Guilherme
Guilherme Becker / Editor com informações da rádio Jovem Pan Paraná
“Até agosto devemos estar com todas escolas abertas”, declara secretário de educação do Paraná
(Foto: Jonathan Campos/AEN)

10 de maio de 2021 - 09:44 - Atualizado em 10 de maio de 2021 - 09:44

O secretário de Estado da Educação, Renato Feder, participou nesta segunda-feira (10) do programa Jornal da Manhã, da rádio Jovem Pan Paraná. No dia em que 206 instituições de ensino retornaram às aulas presenciais, no modelo híbrido, o secretário celebrou a data e destacou que em breve o número de colégio será aumentado.

“A gente vai abrindo gradativamente para garantir a segurança e os protocolos. A ideia é que uma nova rodada de abertura aconteça daqui 15 dias, no dia 24 de maio iremos abrir mais um percentual da rede das escolas públicas. Até agosto devemos estar com todas escolas abertas”, destacou Feder.

destacou Feder.

Nesta segunda-feira (10) o Paraná se tornou o oitavo estado brasileiro a retornar às aulas presenciais, na rede pública. Ao todo, cerca de 100 mil alunos, de 206 instituições, em 72 cidades paranaenses, foram autorizados ao retorno após análise de três critérios do governo estadual.

O primeiro deles é o acompanhamento das cidades onde houve retorno das redes municipais de ensino e do transporte escolar. Além disso, são priorizadas as instituições de ensino onde há alunos em situação de vulnerabilidade e sem acesso a equipamentos digitais para realizar as atividades remotas. Outro critério é a análise de colégios com maior número de professores fora do grupo de risco.

“Estamos com alta expectativa para o retorno. Recebemos fotos e vídeos de alunos voltando às aulas, seguindo o protocolo. Estamos retornando em aproximadamente 10% da rede, em mais de 200 escolas no Paraná e seguindo os protocolos com muita segurança. Muita alegria em poder retornar depois de mais de um ano com as escolas públicas fechadas”,

reforçou Feder.

Para este retorno, profissionais da educação foram incluídos no grupo de prioridade e alguns já podem receber a vacina contra a covid-19. 

“O mais importante é que já começamos a vacinação de professores, não só professores, mas todos os profissionais de educação podem ir aos postos de saúde, de 55 a 59 anos, para receber a sua vacina”,

declarou o secretário.

Confira a entrevista completa com o secretário Renato Feder: