Economia

Tenreyro, do BC britânico, diz precisar de mais tempo para pensar em alta de juros

Reuters
Reuters
Tenreyro, do BC britânico, diz precisar de mais tempo para pensar em alta de juros
Pedestre caminha em frente ao Banco da Inglaterra, em Londres

25 de outubro de 2021 - 11:48 - Atualizado em 25 de outubro de 2021 - 11:50

LONDRES (Reuters) – A integrante do comitê de política monetária do Banco da Inglaterra (BoE, na sigla em inglês) Silvana Tenreyro disse precisar de mais tempo para julgar como o fim do programa de manutenção do emprego está afetando o mercado de trabalho, reforçando sinais de que não vê urgência em aumentar as taxas de juros.

“A incerteza sobre os efeitos do esquema deve ser resolvida nos próximos meses, o que deve ajudar a traçar um quadro mais claro da posição do mercado de trabalho”, disse Tenreyro em discurso no Centro de Pesquisa de Política Econômica.

Cerca de 1 milhão de trabalhadores provavelmente ainda estavam sob o regime de retenção de empregos do governo quando ele expirou, no fim de setembro, de acordo com as estimativas, elevando o risco de aumento de desocupação e subemprego.

Tenreyro também disse que o reforço das pressões inflacionárias devido ao salto dos preços da energia provavelmente desaparecerá rapidamente.

Ela adotou tom diferente sobre necessidade de elevar os custos dos empréstimos em relação ao do presidente do BoE, Andrew Bailey, que sinalizou na semana passada que o banco central agiria para conter riscos de inflação.

(Por William Schomberg)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH9O0O3-BASEIMAGE