Economia

Produção fabril no Japão tem 3ª queda mensal seguida com problemas de oferta

Reuters
Reuters
Produção fabril no Japão tem 3ª queda mensal seguida com problemas de oferta
Funcionário da loja segura um cartaz para atrair clientes em Tóquio, Japão

29 de outubro de 2021 - 09:18 - Atualizado em 29 de outubro de 2021 - 09:20

Por Daniel Leussink e Kantaro Komiya

TÓQUIO (Reuters) – A produção nas fábricas do Japão encolheu pelo terceiro mês consecutivo em setembro, quando o setor automotivo foi atingido por uma persistente escassez de oferta global, aumentando o risco de uma contração econômica no terceiro trimestre e colocando a recuperação em dúvida.

As interrupções na produção na Ásia e a desaceleração do crescimento na China turvaram as perspectivas para a terceira maior economia do mundo, que tem dependido fortemente das exportações para impulsionar o crescimento, uma vez que a pandemia de Covid-19 prejudicou a demanda interna.

“O risco é de que o Produto Interno Bruto do terceiro trimestre se torne negativo”, disse Takeshi Minami, economista-chefe do Norinchukin Research Institute.

“Os embarques de bens de capital diminuíram. Isso sugere que o investimento empresarial não tem crescido.”

A produção das fábricas caiu 5,4% em setembro em relação ao mês anterior, mostraram dados oficiais nesta sexta-feira, prejudicada pela queda na produção de automóveis e também de máquinas de uso geral.

Foi a maior baixa mensal desde a de 6,5% em maio. O número também veio mais fraco do que a previsão de perda de 3,2% em uma pesquisa da Reuters com economistas.

Com isso, a produção encolheu pelo terceiro mês consecutivo, após queda de 3,6% em agosto e de 1,5% em julho.

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH9S0PP-BASEIMAGE