Economia

Preços do petróleo recuam com dados de produção dos EUA intensificando receios de demanda

Reuters
Reuters
Preços do petróleo recuam com dados de produção dos EUA intensificando receios de demanda
Bomba de petróleo na bacia de Permian, Texas

18 de outubro de 2021 - 19:24 - Atualizado em 18 de outubro de 2021 - 19:25

Por Jessica Resnick-Ault

NOVA YORK (Reuters) – Os preços do petróleo recuaram depois de atingir as máximas em vários anos nesta segunda-feira, com negociações sem direção comum devido à queda da produção manufatureira dos Estados Unidos em setembro, moderando o entusiasmo inicial sobre demanda.

A produção nas fábricas dos EUA caiu em sete meses em setembro. A escassez global de semicondutores afetou a produção de veículos motorizados, mais uma evidência de que as restrições de oferta estavam prejudicando o crescimento econômico.

“O mercado de petróleo começou com muita exuberância, mas dados fracos sobre a produção industrial dos EUA fizeram com que as pessoas perdessem a confiança na demanda, e a China divulgou dados que intensificaram essas preocupações”, disse Phil Flynn, analista sênior do Price Futures Group em Nova York .

Os contratos futuros do petróleo Brent fecharam em queda 0,53 dólar ou 0,6% em 84,33 dólares o barril, após atingir 86,04 dólares, a máxima desde outubro de 2018.

O petróleo dos EUA (WTI) fechou em alta de 0,16 dólar, ou 0,19%, em 82,44 dólares o barril, após tocar 83,87 dólares, a máxima desde outubro de 2014.

Ambos os contratos subiram pelo menos 3% na semana passada.

Os dados industriais mais fracos foram agravados pelo aumento das expectativas de produção nesta segunda-feira, pesando ainda mais sobre o sentimento do mercado.

(Reportagem de Jessica Resnick-Ault e Noah Browning; reportagem adicional de Jessica Jaganathan)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH9H17A-BASEIMAGE