Economia

Curitiba lidera ranking nacional de valorização de imóvel

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

16 de janeiro de 2017 - 00:00 - Atualizado em 16 de janeiro de 2017 - 00:00

Foto Leonel Albuquerque

Em 2016, capital paranaense terminou o ano como líder no ranking imobiliário de valorização no Brasil

Fonte: Chaves na mão

Em pesquisa realizada em 20 cidades brasileiras, o imóvel em Curitiba saiu na frente e apresentou a maior valorização nominal, em relação à qual não é considerada a inflação. Em 2016, os imóveis curitibanos valorizaram cerca de 4,78%, um resultado muito maior comparado a média nacional de 0,57%. Estes números influenciaram diretamente o preço médio do metro quadrado do imóvel, com uma média de R$ 5.568. Agora, Curitiba é a décima segunda cidade com imóvel mais caro do país.

Estes dados ajudaram Curitiba a retomar o mercado de imóveis. Comparado a 2015, quando o setor havia apresentado uma queda nominal de 0,16%, chegando a uma média de R$ 5.186 por m². Em um ano, o Imóvel em Curitiba ultrapassou o Imóvel de Campinas no valor do m² e se aproximou dos valores impostos em Vitória, Porto Alegre, Fortaleza e São Caetano do Sul.

Ao final de 2016, o valor médio do metro quadrado nas 20 cidades pesquisadas ficou em R$ 7.662. Mesmo com a queda nominal, o Rio de Janeiro continua sendo considerada a cidade com o metro quadrado mais caro do país, chegando a cerca de R$ 10.214, seguida por São Paulo, onde o metro quadrado sai por R$ 8.641.

2017 pode ser melhor ano para compra

Segundo especialistas, após uma queda de 6,25% no último ano, o valor de casas e apartamentos tende a ficar mais baixos em 2017. João da Rocha Lima, professor do Núcleo de Real State da Poli-USP, explica: “Considerando um cenário no qual a economia comece a se recuperar devagar, e a inflação caia, os preços devem ficar estáveis até voltarem a subir. Além disso, as construtoras já estão com margens bastante apertadas para diminuir preços”, diz Lima. “Não há espaço para mais quedas”.