Economia

Minério de ferro e aço operam em intervalos limitados e acumulam perdas semanais

Reuters
Reuters
Minério de ferro e aço operam em intervalos limitados e acumulam perdas semanais
Terminal de minério de ferro no porto de Dalian, China

6 de agosto de 2021 - 08:53 - Atualizado em 6 de agosto de 2021 - 08:55

PEQUIM (Reuters) – Os contratos futuros de aço e minério de ferro negociados na China operaram em intervalos limitados nesta sexta-feira, encerrando a semana com perdas, diante da fraca demanda sazonal e de especulações sobre um possível afrouxamento dos controles de produção no país asiático.

A referência do minério de ferro na bolsa de commodities de Dalian, para entrega em setembro, fechou em queda de 1,3%, a 895 iuanes (138,42 dólares) por tonelada, acompanhando um forte recuo no preço “spot” do minério com 62% de teor de ferro, que despencou 11 dólares na quinta-feira, para 174,50 dólares/tonelada.

No acumulado da semana, os futuros do minério de ferro despencaram 12,9%, no que representa a maior perda semanal desde a semana encerrada em 28 de fevereiro de 2020.

“Os preços do minério de ferro e do aço começaram a mostrar sinais de fraqueza após um rali prolongado, com o minério de ferro caindo significativamente no último mês”, disse a Fitch Solutions em nota.

“Daqui para frente, uma melhora na oferta e o menor consumo ‘downstream’ irão limitar os ganhos para ambos”, acrescentou.

O contrato outubro do vergalhão de aço para construção negociado na bolsa de futuros de Xangai fechou em queda de 1,0%, a 5.379 iuanes/tonelada, enquanto a bobina laminada a quente cedeu 0,7%, para 5.772 iuanes por tonelada.

Na semana, o vergalhão teve perda de 6,2% e as bobinas acumularam queda de 6,4%.

(Reportagem de Min Zhang e Shivani Singh)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH750OP-BASEIMAGE