Economia

Ibovespa recua após três semanas de alta em sessão com vencimento de opções

Reuters
Reuters
Ibovespa recua após três semanas de alta em sessão com vencimento de opções
Bolsa de valores de São Paulo

19 de abril de 2021 - 15:41 - Atualizado em 19 de abril de 2021 - 15:45

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) – O Ibovespa mostrava um declínio discreto nesta segunda-feira, em meio a movimentos de correção após acumular três semanas seguidas de alta, com a sessão também marcada por vencimento de opções sobre ações no pregão brasileiro.

Às 11:12, o Ibovespa caía 0,26%, a 120.800,61 pontos. O volume financeiro era de 8,5 bilhões de reais

O Ibovespa fechou em alta na sexta-feira, acumulando mais uma semana de valorização, em movimento endossado por máximas em Wall Street e noticiário corporativo aquecido.

Na visão da equipe da corretora Planner, a volatilidade pode prevalecer nesta sessão, dado o vencimento de opções, mas, na semana, os assuntos políticos devem ocupar os holofotes, com o Orçamento de 2021 no centro das atenções.

Em Wall Street, o S&P 500 e o Dow recuavam de níveis recordes em meio à expectativa dos investidores pela temporada de resultados do primeiro trimestre, em busca de indicações sobre a recuperação das empresas da pandemia.

DESTAQUES

– LOJAS RENNER ON cedia 1,3%, após anunciar oferta primária de até 137,7 milhões de papéis. Na sexta-feira, as ações da varejista dispararam em meio a especulações sobre uma oferta de ações da companhia, que confirmou ainda durante o pregão que avaliava um follow-on. No setor, CIA HERING ON perdia 4,3%.

– SABESP ON recuava 2,9%, com o índice de ações de utilidade pública mostrando o pior desempenho setorial na bolsa, com ELETROBRAS PNB e ELETROBRAS ON caindo 2,4% e 2%, respectivamente

– BRASKEM PNA valorizava-se 3,4%, ampliando a alta em abril e no ano, em meio a expectativas relacionadas à venda da participação da Novonor (ex-Odebrecht) na petroquímica. No fim de semana, o Estadão publicou que o Mubadala, fundo soberano dos Emirados Árabes, conversa com a Novonor sobre uma possível aquisição da sua fatia de 50,1%.

– JBS ON avançava 2,75%, tendo no radar a aquisição de uma companhia de proteínas vegetais, a europeia Vivera, por 341 milhões de euros, de olho no forte crescimento do mercado vegetariano.

– PETROBRAS PN mostrava acréscimo de 0,1%, beneficiada pelo viés positivo dos preços do petróleo no exterior, mas com as atenções de agentes financeiros também voltadas para a posse do novo presidente-executivo da petrolífera, Joaquim Silva e Luna.

– VALE ON subia 0,5% antes da divulgação do relatório sobre a produção e as vendas da mineradora no primeiro trimestre. No pano de fundo, os preços do minério de ferro na Ásia avançaram nesta segunda-feira, uma vez que usinas siderúrgicas na China continuavam a aumentar a produção apesar do escrutínio do governo por questões ambientais.

– ITAÚ UNIBANCO PN recuava 0,8% e BRADESCO PN oscilava ao redor da estabilidade.

– BLAU ON caía 0,35%,a 40 reais, em estreia volátil na B3, após a farmacêutica precificar seu IPO a 40,14 reais na semana passada, em operação na qual levantou 1,096 bilhão de reais, considerando a oferta base. O lote adicional não foi exercido e o lote suplementar pode elevar a oferta a 1,26 bilhão de reais. (https://bit.ly/3dvr4nV)

– WESTWING ON, que não faz parte do Ibovespa, avançava 3,55%. O portal de comércio eletrônico comunicou nesta segunda-feira que identificou no sábado ataque cibernético, mas que o servidor e os arquivos afetados não incluem informações financeiras de clientes. Tampouco a operação foi afetada.

– PORTO SEGURO ON valorizava-se 3,7%, após assinar acordo para comprar participação de 13,5% na plataforma de produtos para animais domésticos Petlove. Em contrapartida, a companhia vai transferir o controle da Porto Pet Administração de Planos de Saúde Animal – nova razão social do Health for Pet – para a Petlove.

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH3I1C1-BASEIMAGE