Economia

Ibovespa avança em semana com PEC dos Precatórios, balanços e Fed

Reuters
Reuters
Ibovespa avança em semana com PEC dos Precatórios, balanços e Fed
Sede B3

5 de novembro de 2021 - 17:38 - Atualizado em 5 de novembro de 2021 - 17:40

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) – O Ibovespa fechou em alta nesta sexta-feira, assegurando um desempenho positivo na primeira semana de novembro, quando uma bateria de resultados corporativos dividiu as atenções com as negociações sobre a PEC dos Precatórios.

O movimento em praças internacionais avalizou a performance brasileira no período, com novas máximas em Wall St em meio a dados positivos da economia norte-americana, enquanto o Federal Reserve deu o primeiro passo para mudar sua política monetária, sem sobressaltos.

“Apesar de ter sido uma semana curta no Brasil, com feriado (na terça-feira), não deixou de ser intensa”, resumiu o diretor de investimentos da BS2 Asset, Mauro Orefice.

Índice de referência do mercado acionário brasileiro, o Ibovespa fechou a sexta-feira com acréscimo de 1,37%, a 104.824,23 pontos, acumulando alta de 1,28% na semana, após duas perdas semanais seguidas.

Tal desempenho também veio após quatro meses consecutivos no vermelho, em que contabilizou declínio de mais de 18%. Em 2021, o Ibovespa ainda registra queda de 11,93%.

No Brasil, a tramitação da PEC dos Precatórios, que abre espaço fiscal para um programa social que vai durar até o final de 2022, quando o presidente Jair Bolsonaro deve tentar a reeleição, adicionou volatilidade na semana.

A aprovação apertada em primeiro turno na Câmara dos Deputados trouxe receio sobre se o texto passaria na segunda votação na Casa, necessária para seguir ao Senado. Nesta sexta, porém, o presidente da Câmara buscou amenizar os ânimos.

Arthur Lira (PP-AL) garantiu que a PEC será aprovada em segundo turno na Casa, inclusive com mais votos do que na primeira votação. A previsão é de que a votação ocorra na próxima semana.

Apesar das fortes críticas na ocasião do anúncio da proposta, o mercado se resignou de que a PEC é opção possível para a adoção do chamado “Auxílio Brasil”.

“Ainda é ruim, mas é o menos ruim. E com um desfecho é possível precificar o tamanho do problema”, afirmou um gestor de uma empresa ligada à previdência complementar. “A incerteza em torno dessa questão deixa o tamanho do estrago em aberto.”

A safra de balanços também fez preço, com a semana incluindo os números de Itaú Unibanco, Bradesco, XP, Ultrapar, Cielo, Banco Inter, GPA, Embraer e Mercado Livre, entre outros.

A semana ainda contou com detalhes do IPO do Nubank nos EUA, avanço na fusão de Lojas Americanas com Americanas e escolha de consórcios com PetroRio para negociações com Petrobras.

Outro foco de atenção ainda se voltou para o leilão do serviço 5G no país, promovido pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), com Telefônica Brasil, TIM e Claro conseguindo os principais lotes.

Nos Estados Unidos, o banco central anunciou na quarta-feira redução do seu programa de compra de ativos a partir deste mês, mas reiterou a visão de que a alta inflação seria transitória e provavelmente não levaria a um aumento mais rápido dos juros.

Da agenda econômica norte-americana, o destaque ficou para o final da semana, com números do mercado de trabalho corroborando perspectivas positivas para a atividade econômica dos EUA no começo do quarto trimestre.

Para ver as maiores altas do Ibovespa nesta sessão, clique em. E para ver as maiores baixas, em.

Os destaques positivos na semana foram Banco Inter UNIT (+30,06%), Banco Inter PN (+26,82) e Lojas Americanas PN (+25,88%). Vale ON, com queda de 10,47%; GPA ON, com perda de 9,13%; e Usiminas PNA, com recuo de 9,06%, foram as maiores baixas.

O volume financeiro na bolsa nesta sexta-feira somou 31,5 bilhões de reais.

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEHA411O-BASEIMAGE