Economia

FMI revisa para cima perspectiva de crescimento da América Latina em 2021

Reuters
Reuters

12 de outubro de 2021 - 11:56 - Atualizado em 12 de outubro de 2021 - 11:56

Por Marion Giraldo

(Reuters) – Os países da América Latina crescerão mais do que o esperado este ano, em grande parte devido ao rápido aumento dos preços das matérias-primas que sustenta as exportações, e à medida que avança a recuperação, ainda que desigual, da pandemia de Covid-19, disse nesta terça-feira o Fundo Monetário Internacional (FMI).

Em seu relatório Perspectiva Econômica Global, o Fundo elevou a projeção de crescimento econômico da região a 6,3%, aumento de 0,5 ponto percentual em relação à estimativa de julho e de 1,7 ponto em relação aos cálculos de abril.

Isso apesar de um ajuste para baixo nas projeções para México e Brasil, ambos com reduções de 0,1 ponto em suas estimativas para este ano na comparação com abril. O FMI prevê agora expansão de 5,2% do Brasil em 2021 e de 1,5% em 2022.

O México deve ter uma expansão de 6,2% este ano e de 4% no próximo.