Economia

Cúpula da UE deve buscar respostas sobre estratégia envolvendo EUA e China

Reuters
Reuters
Cúpula da UE deve buscar respostas sobre estratégia envolvendo EUA e China
Bandeiras da UE e da China

5 de outubro de 2021 - 08:52 - Atualizado em 5 de outubro de 2021 - 08:55

Por Robin Emmott

BRUXELAS (Reuters) – Os 27 líderes da União Europeia buscarão uma nova abordagem em relação à China nesta terça-feira em sua primeira cúpula sobre estratégia sino-europeia desde que o bloco impôs sanções a Pequim, em março, e enfrentou retaliação, prejudicando um novo pacto de investimentos.

Junto com os Estados Unidos, Reino Unido e Canadá, a UE impôs sanções a autoridades chinesas em 22 de março por abusos de direitos humanos, o que Pequim nega. A China imediatamente atingiu a UE com sanções ao Parlamento Europeu, congelando a aprovação de um acordo de investimento UE-China recentemente alcançado.

Os líderes também vão discutir a ideia de criar uma reserva de gás da UE e desvincular os preços da eletricidade dos preços do gás, disse a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, nesta terça-feira, embora seja apenas um primeiro debate.

O encontro em Brdo, perto da capital da Eslovénia, Liubliana, terá início nesta terça-feira.

Autoridades e diplomatas seniores da UE também esperam que a reunião informal seja um momento de debate para o bloco se tornar mais independente dos Estados Unidos e desempenhar um papel na guinada da política externa de Washington para a Ásia.

Nenhuma decisão é esperada para o jantar.

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH940M5-BASEIMAGE