Economia

Comércio de bens recua no 3º tri e Ômicron eleva riscos, diz OMC

O volume de comércio recuou entre julho e setembro devido a interrupções na cadeia de abastecimento, escassez de insumos para produção e aumento dos casos de Covid-19

Reuters
Reuters
Comércio de bens recua no 3º tri e Ômicron eleva riscos, diz OMC
Logo da OMC na sede da organização em Genebra

20 de dezembro de 2021 - 09:37 - Atualizado em 20 de dezembro de 2021 - 15:38

GENEBRA (Reuters) – A Organização Mundial do Comércio (OMC) disse nesta segunda-feira (20) que o comércio global de mercadorias caiu 0,8% no terceiro trimestre, acrescentando que o surgimento da variante Ômicron do coronavírus eleva o risco de não atingir a taxa de crescimento prevista para 2021.

O volume de comércio recuou entre julho e setembro devido a interrupções na cadeia de abastecimento, escassez de insumos para produção e aumento dos casos de Covid-19, disse a OMC em comunicado em seu site.

Leia também: Ômicron tem 5 vezes mais chances de reinfectar do que a delta, diz estudo 

A meta de crescimento para 2021 ainda pode, teoricamente, ser alcançada, disse a OMC, mas o surgimento da Ômicron “inclinou o balanço de riscos para o lado negativo, aumentando a chance de um resultado mais negativo.”

(Por Emma Farge)