Economia

Black Friday: confira as principais dicas para evitar problemas

Quer aproveitar os descontos? Veja algumas dicas para não cair em fraudes da Black Friday

Fernanda
Fernanda Xavier

20 de novembro de 2019 - 00:00 - Atualizado em 20 de novembro de 2019 - 00:00

O brasileiro está cristalizando a Black Friday em seu hábito de consumo e, especialmente, neste ano, tem pesquisado e se preparado com antecedência para comprar produtos no dia 29 de novembro. Contudo, é necessário tomar cuidado para evitar problemas futuros! Confira algumas dicas!?

É preciso tomar cuidado com as fraudes do Black Friday

Durante esse período de compras, o percentual de compras pela internet deve elevar. Pesquisa do Google em parceria com a consultoria Provokers aponta que o número de consumidores que pretende utilizar a internet e a compra física durante a Black Friday passou de 7% em 2018 para 25% em 2019. O que se mantém, entretanto, ainda são as boas e velhas dicas: cuidado para não cair em fraudes.

O advogado Jossan Batistute, sócio do escritório Batistute Advogados, alerta os consumidores para as fraudes que acontecem durante o período.

 “O consumidor precisa estar atento ao que se apelidou de ‘black fraude’, ou seja, descontos que, de fato, não existem, maquiagem de preços e outros abusos, incluindo na qualidade dos produtos”, diz o advogado Jossan Batistute

De acordo com ele, muitos comerciantes de má-fé aproveitam a alta intenção de compra para se aproveitar do consumidor. Por isso, é preciso estar muito atento a preços, prazos, entregas e qualidade dos produtos.

Chamada de Black Friday, a data é importada dos Estados Unidos e acontece sempre um depois do Dia de Ação de Graças, sendo aproveitada, inclusive, por quem quer se antecipar ao Natal. Até porque os consumidores brasileiros compreendem, segundo a mesma pesquisa, que o período de promoções dura a semana toda, não apenas um dia.

“Então, a intenção das pessoas é realmente comprar, o que deve fazê-las redobrar os cuidados para não caírem em golpes e, caso tenham problemas, tomem as providências legais para resolver a situação e minimizar os prejuízos”, completa o advogado.

Confira algumas dicas para não cair em golpes da Black Friday

O advogado ressalta os principais cuidados que o consumidor deve ter ao realizar compras durante esse período de promoções. Veja:

  1. Na compra pela internet, registre e guarde todas as informações por meio de fotos e prints, pois qualquer informação dada pelo fornecedor integra o contrato e, assim, as obrigações do vendedor.

2. Na compra presencial, tudo o que for prometido ou garantido pelo vendedor deve estar escrito em algum lugar. Caso não esteja, o consumidor tem o direito de pedir que isso seja anotado com identificação do nome completo e cargo na loja. Se houver recusa em tal registro, é lícito registrar por fotos ou gravações de áudio e vídeo.

3. Pesquisar ainda é a melhor forma de evitar quaisquer problemas, principalmente para verificar se o desconto oferecido é real. Pesquisar o preço do produto entre concorrentes e, dias antes da Black Friday, verificar quanto custa no local onde você pretende realizar a compra.

4. Consulte as condições de pagamento, o prazo de entrega e o tipo de produto.

5. Produtos comprados na Black Friday podem ser trocados! Se o consumidor não gostou, só poderá trocá-lo se o comerciante prometer. Mas, em casos de defeitos, a concessão da garantia (podendo haver reparo, troca ou devolução do dinheiro) é obrigatória, segundo prevê o Código de Defesa do Consumidor (CDC).

6. O CDC também assegura que as compras realizadas fora do estabelecimento comercial, ou seja, pela internet, catálogos, telefone ou no próprio domicílio possam ser canceladas em até sete dias corridos a partir da data da compra, independentemente da existência de motivo, bastando o consumidor querer cancelar a compra e respeitar o prazo mencionado.

7. Se houver problemas, procure os órgãos de defesa do consumidor, como Procon, Ministério Público, agências reguladoras, assim como sites de reclamação e até a Justiça para ter o prejuízo reparado e possíveis danos (materiais ou morais) indenizados.

Conte para a gente, você já caiu em alguma fraude durante a Black Friday? Não se esqueça das dicas, fique esperto e aproveite! ?