Economia

Argentina fará pagamento de US$1,9 bi ao FMI

Reuters
Reuters
Argentina fará pagamento de US$1,9 bi ao FMI
Palácio presidencial Casa Rosada em Buenos Aires

22 de setembro de 2021 - 12:52 - Atualizado em 22 de setembro de 2021 - 12:55

BUENOS AIRES (Reuters) – A Argentina fará um pagamento de quase 1,9 bilhão de dólares ao Fundo Monetário Internacional (FMI) nesta quarta-feira, de acordo com duas fontes do governo e a agência de notícias estatal Telam, em amortização de uma dívida com o organismo multilateral que totaliza 45 bilhões de dólares.

O pagamento será feito com recursos que a Argentina recebeu do programa de Direitos Especiais de Saque (SDRs, na sigla em inglês) do FMI distribuídos em agosto para ajudar membros da instituição global a combater as consequências econômicas da pandemia do coronavírus. Os SDRs representam ativos em moeda estrangeira.

A agência de notícias estatal Telam confirmou que os recursos dos SDRs seriam usados ​​para permitir a transferência de 1,885 bilhão de dólares.

A Argentina precisa fazer um pagamento ao FMI de 400 milhões de dólares em juros em novembro e de cerca de 1,9 bilhão de dólares em principal em dezembro, de acordo com um cronograma de suas obrigações de dívida.

O país sul-americano está em negociações com o Fundo para reestruturar sua dívida, num momento em que sua economia tem sido prejudicada por uma inflação persistentemente alta e aumento da pobreza, problemas agravados pela pandemia ainda em curso.

(Por Jorge Iorio)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH8L0TU-BASEIMAGE