Notícias

Apresentador Roberto Aciolli vai à juri popular por morte de engraxate

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

26 de agosto de 2015 - 00:00 - Atualizado em 26 de agosto de 2015 - 00:00

Roberto Aciolli pode pegar pena de 12 a 30 anos de prisão por homicídio qualificado

O jornalista Roberto Aciolli, ex-deputado estadual pelo PV e apresentador de televisão, será submetido a júri popular no caso do assassinado do engraxate Paulo Cesar Heider em 1999. O apresentador matou o rapaz, na época com 23 anos, com um tiro na nuca, mas alega que o disparo foi acidental. A Justiça, no entanto, acusa Aciolli de homicídio doloso, quando há intenção de matar, e por isso ele será levado ao Tribunal do Juri.

O apresentador atirou contra o engraxate depois de descobrir que o jovem teria participado de um assalto à loja de celulares de propriedade da mulher dele. Heider tinha diversas passagens pela polícia. Se for condenado, Roberto Aciolli pode pegar pena de 12 a 30 anos de prisão por homicídio qualificado por motivo torpe.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.