Comportamento

Paciente se recusa a ser vacinado contra Covid-19 e perde transplante

A família está pensando em transferi-lo para outro hospital que não tenha a política de vacinação

Carol
Carol Machado / Produtora
Paciente se recusa a ser vacinado contra Covid-19 e perde transplante
Foto: reprodução

25 de janeiro de 2022 - 13:35 - Atualizado em 25 de janeiro de 2022 - 13:37

Um homem de 31 anos teve o nome removido da lista de transplante de coração em um hospital de Boston após se recusar a ser vacinado contra a Covid-19.

“É meio contra os princípios básicos dele, ele não acredita nisso. É uma política que eles estão aplicando e, como ele não vai tomar a injeção, eles o tiraram da lista de transplante de coração”,

disse o pai em entrevista ao canal CBS.

O homem tem dois filhos e aguarda a chegada do terceiro, mas seu estado é grave e ele precisa do transplante, porém ele não é mais elegível ao procedimento devido ao seu status de vacinação.

O hospital, disse que sua política de exigir que os destinatários tomem a vacina Covid-19 está alinhada com muitos outros programas de transplante nos Estados Unidos

“A vacina COVID-19 é uma das várias vacinas e comportamentos de estilo de vida necessários para candidatos a transplante no sistema Mass General Brigham, a fim de criar a melhor chance de uma operação bem-sucedida e também a sobrevivência do paciente após o transplante”

disse o hospital em um comunicado.

Os Centros de Controle e Prevenção de Doenças também recomendam que pessoas imunocomprometidas, que incluem receptores de transplantes de órgãos, sejam vacinadas porque são especialmente vulneráveis ao vírus da Covid-19.

A família está pensando em transferi-lo para outro hospital que não tenha a política de vacinação, mas teme que ele já esteja fraco demais para ser transferido.

“Estamos buscando agressivamente todas as opções, mas estamos ficando sem tempo”

disse o pai.

De acordo com os familiares, o tratamento que ele recebeu no hospital foi excelente, porém não podem ignorar as crenças dele e por isso pensam na transferência.

“Acho que meu filho está lutando com muita coragem e tem integridade e princípios nos quais realmente acredita e isso me faz respeitá-lo ainda mais”, disse o pai. “É o corpo dele. É a escolha dele.”

O homem está hospitalizado desde novembro, na época os pulmões começaram a se encher de sangue e fluido devido a um problema cardíaco hereditário.

A resistência dele à vacina está relacionada aos medos da inflamação no coração.

“Tivemos muitas conversas com os médicos, que confirmaram que seu coração poderia inchar e entrar em crise grave, mas eles não podem garantir nada e é uma escolha que teremos que fazer se ele quiser ser listado”

disse a família

O sistema de saúde disse que os estudos que mostram que os pacientes transplantados têm maior probabilidade de morrer se contraírem o Covid-19. De acordo com especialistas, a taxa de mortalidade para pacientes transplantados que contraem a doença é superior a 20%.

As informações são do New York Post.