Comportamento

Influenciadora que chamou de idiota vacinados contra a Covid-19 morre pela doença

“As vacinas matam, não entendo. Esses idiotas são assim tão ingênuos. Eles estão todos tomando vacina”, disse Cirsten em uma gravação

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com informações do R7
Influenciadora que chamou de idiota vacinados contra a Covid-19 morre pela doença
Foto: Reprodução/Instagram

8 de janeiro de 2022 - 14:38 - Atualizado em 8 de janeiro de 2022 - 15:38

A influenciadora de extrema-direita e antivacina Cirsten Weldon, de 61 anos, morreu em decorrência da Covid-19 na última quinta-feira (6). Ela também fazia parte do movimento conspiracionista QAnon, que organizou a invasão do Capitólio dos EUA após Donald Trump perder as eleições. 

Em um dos vídeos compartilhados por Cirsten, ela chegou a chamar de idiota pessoas que se vacinam contra o coronavírus. A doença já matou 835 mil pessoas nos Estados Unidos, mas nem todos os óbitos foram o suficiente para convencer a mulher de que a ciência pode salvar vidas. 

“As vacinas matam, não entendo. Esses idiotas são assim tão ingênuos. Eles estão todos tomando vacina”,

disse a influenciadora na gravação. 

Em um outro vídeo, ela ainda sugeriu que o imunologista Anthony Fauci, assessor do presidente Joe Biden para o enfrentamento da pandemia, fosse  “pendurado em uma corda”. 

Mesmo após contrair a doença, Cirsten não admitiu ter sido infectada pelo novo coronavírus. Mas antes de morrer, em 31 de dezembro, ela chegou a postar uma foto usando uma máscara de oxigênio e informando que estava internada com pneumonia

“Quase morta em um hospital da Califórnia com pneumonia bacteriana”,

escreveu aos seguidores no Instagram.

Segundo o site de notícias americano The Daisly Beast, em um grupo no Telegram, ela informou que mesmo sabendo sobre a gravidade de seu estado de saúde, optou por não tomar o medicamento antiviral remdesivir, usado para no tratamento da Covid, pois o atribui de forma negativa a Fauci

Depois da morte da influenciadora antivacina, integrantes do QAnon passaram a ameaçar funcionários da equipe que atendeu Cirsten no hospital. 

Registrou um flagrante? Mande para o WhatsApp do RIC Mais. Clique aqui e faça o portal com a gente!