No meio de tanta discussão sobre profissões que vão desaparecer no futuro, o relatório “Empregos do Amanhã: mapeando oportunidades na nova economia”, apresentado no Fórum Econômico Mundial de Davos, trouxe uma boa notícia: as profissões do futuro podem criar 1,7 milhão de novas oportunidades apenas em 2020.

O relatório, produzido pelo Fórum em parceria com New Metrics CoLab e cientistas de dados das empresas Burning Glass Technologies, Coursera e LinkedIn, afirma que há carreiras surgindo em áreas diversas e organizadas em sete principais grupos. As carreiras consideradas emergentes são Saúde; Dados e Inteligência Artificial; Engenharia e Computação em Nuvem; Economia Verde; Pessoas e Cultura; Desenvolvimento de Produtos; e Vendas, Marketing e Conteúdo.

O relatório apresenta uma lista de oportunidades em cada uma das áreas, num total de 96 profissões que vão gerar vagas ainda neste ano. A lista traz algumas profissões nem tão novas, como Assessor de Terapia Física, Treinador Atlético, Auxiliares de Enfermagem, Cientista de Dados, Desenvolvedor de Big Data, Gerente de Instalações de Energia Solar, Diretor de Sustentabilidade, Desenvolvedor Full Stack, Engenheiro Frontend, Especialista em Aquisição de Talentos, Engenheiro de Qualidade, Gerente de Produto Digital, Assistente de Mídia Social, Growth Hacker e Especialista de Ecommerce.

Mas também surpreende com profissões da nova economia que já se fazem presente nas novas vagas de empregos, como Analista de Insights, Consultor de Analytics, Assistente de Cuidados Pessoais, Terapeuta Respiratório, Engenheiro de Estabilidade de Site, Consultor de Nuvem, Engenheiro de Plataforma, Vendedor Verde (Green Marketers), Business Partner de RH, Product Owner, Agile Coach, Scrum Master, Líder de Entrega e Diretor de Estratégia.

Vale a pena dar uma olhada no relatório (https://www.weforum.org/reports/jobs-of-tomorrow-mapping-opportunity-in-the-new-economy) porque ele também traz um dado importante: as 10 principais habilidades necessárias para cada área profissional. É uma dica valiosa para quem anda pensando em abraçar uma das profissões do futuro.

A surpresa entre as novas profissões é que não há um domínio maciço da tecnologia, como se esperaria falando de futuro. Pelo contrário, o relatório indica ainda muitas oportunidades em áreas básicas da saúde, mostrando que a preocupação com o corpo deve gerar uma demanda alta de profissionais.

Também surpreende o bom e velho Vendas, Marketing e Conteúdo, responsável por 28 das 96 profissões citadas na lista. E aqui entram profissões não tão futuristas, como Representante de Vendas, Especialista de Consumidor, Produtor de Conteúdo e Executivo de Contas; e habilidades ainda mais tradicionais, como Administração de Negócios, Vídeo, Design Gráfico e Escrita.

Para quem sonha com uma nova área de trabalho, não é tarde demais. O relatório garante que até 2022 o total de vagas pelo mundo nas novas profissões vai chegar a 6,1 milhões, então dá tempo de se preparar para o futuro.

Cris Alessi

Cris Alessi

Compartilhe essa opinião:

Opiniões do colunista