Não pense em dias bons ou ruins, pense apenas em dias e agradeça por eles. Temos que ter o mesmo ânimo e entusiasmo para enfrentar cada dia, à maneira que o Universo nos apresentar, mantendo nosso foco e a energia positiva. Precisamos ter ciência que levaremos nossa luz própria por qualquer caminho que precisarmos atravessar; mesmo nos dias trevosos de tempestades, nossa luz se apagará, só se assim permitirmos, ao perdemos a esperança e a fé.

Recebemos a influência do pensamento e das ações alheias; o que importa é como reagimos a ela.  Temos que filtrar diariamente as críticas, pegar para nós apenas as construtivas, eliminar as negativas e perdoar esses críticos, quebrando assim, o ciclo de negatividade que surge com eles. Antes de reagir a qualquer atitude que tenha nos incomodado e afetado nosso equilíbrio emocional e energético, temos que perdoar e reagir positivamente, independente do mal que nos causaram, para que possamos, também, quebrar o ciclo negativo.

Não é uma tarefa fácil controlar as emoções e manter o equilíbrio energético, mas, é possível e necessário o exercício diário; faz parte da nossa missão, lapidarmos nossa Pedra Bruta e transformá-la em Pedra Polida. Por mais tempo que levemos para compreender que somos imperfeitos, que só faremos progresso tentando ser perfeitos, nunca será tarde para começarmos, não percamos mais tempo, então.

Por fim, é sempre bom refletir se não somos nós os críticos negativos. Se nossas ações não são más e geram reações negativas no próximo. O poder de mudar a “chavinha” das energias, de negativa para positiva, sempre estará em nossas mãos, seja perdoando ou pedindo perdão e praticando boas ações. A felicidade é uma condição permanente, desde que não saíamos por aí procurando, porque ela está em cada momento de nossas vidas, basta aceitarmos e vivermos com plenitude o que o Universo nos retorna, independente da situação, regozije-se!

“Aquele que é feliz espalha felicidade. Aquele que teima na infelicidade, que perde o equilíbrio e a confiança, perde-se na vida.”Anne Frank

*As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam, necessariamente, a posição do portal RIC Mais.

Jorge Jubrail

Jorge Jubrail

Compartilhe essa opinião:

Opiniões do colunista