“Uma alma sem cicatrizes significa que a vida não foi bem vivida, foi apenas uma breve sobrevivência na Terra. Ter histórias para recordar e dividir experiências com os irmãos faz parte do processo evolutivo”.

Toda adversidade enfrentada deixa cicatrizes, que nada mais são que lembranças das dificuldades passadas, das lições da vida. Porém, os aprendizados dependerão apenas de nossa boa vontade, escolher entre repetir os erros e abrir feridas do passado, ou olhar para as cicatrizes e fazer diferente.

Quando o Universo reapresenta uma situação já vivida, é porque ainda precisamos aprender algo, evoluir enfrentando problemas já conhecidos, muitas vezes, criados por nós mesmos; por vícios, repetimos comportamentos nocivos à alma e até degradantes ao corpo. Enfim, a vida é feita de escolhas e podemos estar escolhendo errado rotineiramente.

Resultados diferentes só acontecem com atitudes diferentes. Toda mudança tem início no pensamento, que pode ser materializado com empenho, perseverança e disciplina. Bom lembrar que as nossas ações precisam sempre estar balizadas pelos princípios morais, éticos e, principalmente, pela fraternidade e solidariedade. Então, que tal começarmos nossa mudança, deixando de ser meros robôs repetidores?

Infelizmente, temos usado pouco nossas faculdades intelectuais e as energias universais, apenas o necessário para sobrevivermos no meio de nossas rotinas. Sinceramente, podemos fazer muito mais por nós e pela sociedade, basta acreditarmos e perseverarmos com obstinação e disciplina para realizar os sonhos, sem prejudicar ninguém com nossa ambição, que é necessária para evoluirmos, mas, devemos cuidar para não transformá-la num monstro chamado ganância.

Jorge Jubrail

Jorge Jubrail

Compartilhe essa opinião:

Opiniões do colunista