Clima e Tempo

Volume de chuva na Grande Curitiba não irá amenizar estiagem; rodízios continuam

Entre esse domingo (27) e segunda-feira (28) caiu 30mm em Curitiba e Região metropolitana, previsão pro mês é de 124mm

Leonardo
Leonardo Pedrollo Com supervisão de Larissa Ilaídes
Volume de chuva na Grande Curitiba não irá amenizar estiagem; rodízios continuam
Foto: Ilustrativa/Pixabay

28 de setembro de 2020 - 16:26 - Atualizado em 28 de setembro de 2020 - 16:26

Apesar do temporal que caiu na Grande Curitiba na noite de domingo (27) e na segunda-feira (28), a estiagem continua e volume de chuva não foi suficiente para acabar com o rodizio ou desligar o alerta para economizar água, afirma a Sanepar.

A chuva totalizou 30mm em Curitiba e região metropolitana, não é um valor baixo, porém insuficiente para aliviar a estiagem que já é considerada a maior do estado. A média de setembro deve ser de 124mm.

Até o próximo domingo (04/10) não tem previsão de chuvas consideradas, apenas alguns picos de chuva irregular que devem ocorrer pelo período da tarde de maneira rápida, não tendo impacto real nos reservatórios. As informações são do Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná (SIMEPAR)

Calor intenso e previsão de pouca chuva na primavera preocupa

O diretor-presidente do Simepar, Eduardo Alvim fez essa afirmação para o portal Ric Mais no mês de outubro.

“Podemos esperar um resto de inverno seco, com poucos eventos e chuvas menos intensas até o início da primavera. Mesmo que chova mais na próxima estação do que agora, o volume ainda será insuficiente

entramos na estação da primavera e de acordo com o Simepar a previsão não é de mais chuvas, no máximo alguns picos irregulares mas insuficientes para normalizar os reservatórios.

Quando o resfriamento das águas do oceano Pacífico se caracteriza com o fenômeno oceânico-atmosférico chamado La Niña. No Brasil, os efeitos climáticos mais característicos por causa da La Niña é o aumento da chuva sobre o Nordeste e a diminuição da chuva sobre a Região Sul.

A estiagem preocupa pois não há previsão real de normalização dos reservatórios.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.