Clima e Tempo

Instituto alerta possibilidade de neve no Paraná na próxima madrugada

Modelos numéricos apontam que fenômeno pode ocorrer entre esta quarta e quinta-feira; frente fria pode causar chuva congelada em São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com informações da MetSul
Instituto alerta possibilidade de neve no Paraná na próxima madrugada
(Foto: Fidel Alvarenga/ RIC Record TV)

28 de julho de 2021 - 09:46 - Atualizado em 28 de julho de 2021 - 09:46

A frente fria que atinge o Brasil pode causar neve no Paraná entre esta quarta e quinta-feira (29). O alerta foi informado pelo Instituto MetSul, que prevê um fenômeno mais amplo e que poderá atingir municípios que dificilmente registram neve. Além disso, a manhã desta quinta pode ser uma das mais frias do inverno.

A MetSul considera a possibilidade de ser o evento de neve com a maior abrangência geográfica desde 2013, caindo inclusive em lugares em que não registram o fenômeno há oito anos, podendo inclusive até acumular na superfície.

Neve no Paraná

O período mais favorável para a neve será entre a noite desta quarta-feira (28) e o começo da quinta (29). Ao amanhecer, as nuvens se afastam e o tempo abre, o que vai gerar um frio excepcionalmente forte e extremo, como poucas vezes se viu na história recente com marcas históricas e até recordes em algumas estações meteorológicas.

Segundo a MetSul, a região sul do Paraná possui elevada probabilidade de neve, assim como a Serra Gaúcha e os Campos de Cima da Serra, no Rio Grande dos Sul, e a região do Planalto Sul de Santa Catarina.

“A MetSul enfatiza que deve ser um evento de neve diferente do que normalmente ocorre, quando neva só em locais mais altos do Sul do Brasil, em regra com cotas de altitude acima dos 800 metros. Desta vez pode nevar em locais até de baixa e média altitude. Isso ocorreu poucas vezes na história recente dos últimos 20 ou 30 anos. Chance de neve do Sul gaúcho ao Paraná se viu, por exemplo, em 1984 e 2000, dentre outras raras ondas polares”,

informou.

Ainda segundo o Instituto, existe a possibilidade de acumulação de neve em locais de maior altitude. Porém, este fenômeno é de difícil previsão. “O National Weather Service dos Estados Unidos, o mais preparado e moderno centro meteorológico do mundo, por exemplo, anos atrás fez com que Nova York tivesse todas as suas atividades suspensas, inclusive o trânsito de veículos, ao prever mais de meio metro de neve para a cidade. Nevou apenas alguns centímetros”, relatou

Neve em Guarapuava em 2013 (Foto: Abimael Valentim/Assessoria de Comunicação Prefeitura de Guarapuava)

Chuva congelada no Sudeste

O Instituto Nacional de Meteorologia em nota informou que existe a possibilidade de queda de chuva congelada nas áreas mais altas entre Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro. É uma avaliação correta dado que a linha de 0ºC a 1.500 metros passará pelo Sul e o Leste de São Paulo e a isoterma de 1ºC em 1.500 metros de altitude de 1ºC estará na altura da cidade do Rio de Janeiro.