Clima e Tempo

Efeitos de ciclone provocam agitação e grandes ondas no litoral paranaense

Água chegou a invadir calçadão na Praia Central de Matinhos

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com informações do portal MetSul
Efeitos de ciclone provocam agitação e grandes ondas no litoral paranaense
(Foto: Nosso Litoral/Divulgação/ Reprodução MetSul)

1 de abril de 2021 - 10:03 - Atualizado em 1 de abril de 2021 - 10:03

Uma forte agitação marítima atingiu o litoral paranaense nesta quarta-feira (31) e deve continuar nos próximos dias. De acordo com o MetSul Meteorologia, uma circulação ciclônica formada em alto mar manterá chuva e grandes ondas durante todos os dias do feriado da páscoa. 

O ciclone acontece na costa sul e causa ressaca na orla paranaense. Nesta quarta-feira, as nuvens avançaram do mar em direção ao continente e causaram uma mudança climática. Apesar de não ser intenso, o ciclone provoca chuvas isoladas nos próximos dias.

Ainda segundo o instituto de meteorologia, os efeitos do ciclone não oferecem grandes riscos, exceto para quem está em alto mar. O vento mais forte acontece sobre o mar aberto e não em terra. Entretanto, com o mar agitado não é recomendado que banhistas acessem o local.

Veja aqui as imagens da Praia Central de Matinhos divulgadas pela página Nosso Litoral.

Também nesta quarta-feira (31), as barreiras sanitárias instaladas nos acessos ao litoral paranaense registraram longas filas e muitos carros tiveram que retornar para suas cidades. Não será permitida a entrada de turistas durante o feriado de páscoa.

Ciclone no litoral

A previsão da MetSul Meteorologia é que a circulação do ciclone persista atuando na metade Leste do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná ainda nesta quinta e, com chuva ainda mais isolada na sexta e no sábado. Portanto, o que se viu no dia de ontem se repetirá.

O Leste gaúcho terá sol e nuvens nesta quinta com momentos de maior nebulosidade e chuva passageira, além de esparsa. A chuva já ocorre entre a madrugada e de manhã em pontos perto da costa. Entre a tarde e a noite atinge mais cidades.

Por fim, a MetSul reitera que o ciclone que atua neste momento na costa do Sul do Brasil é absolutamente comum e não tem nada de excepcional. Os ciclones são muito comuns no Atlântico Sul e a frequência tende a aumentar no outono.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.