Cinema

O Caseiro: Suspense nacional chega aos cinemas na próxima quinta, dia 23

TOMMO
TOMMO
O Caseiro: Suspense nacional chega aos cinemas na próxima quinta, dia 23

17 de junho de 2016 - 10:39 - Atualizado em 17 de junho de 2016 - 10:39

Um suspense brasileiro, com elementos da cultura local e com a universalidade de uma trama que surpreende o espectador do início ao fim. Assim é O Caseiro, segundo longa-metragem de Julio Santi e nova produção da consagrada Nexus Cinema, que tem à frente Rita Buzzar, de sucessos como Olga e O Tempo e o Vento.

Rodado em Jarinu, no interior de São Paulo, e na capital paulista, em 2015, o filme é o segundo longa-metragem do jovem diretor Julio Santi e se diferencia da atual produção audiovisual nacional por investir em gêneros pouco explorados no cinema brasileiro: o suspense e o terror.

O Caseiro conta a história de Davi, um professor universitário cético e seguro de si, que acredita que pode explicar tudo por meio da ciência. Interpretado pelo ator Bruno Garcia, ele escreveu um livro que explica com teorias da psicologia fenômenos de aparições de fantasmas. Um dia, uma jovem o procura para pedir ajuda. Ela é Renata (Malu Rodrigues), que vive com o pai (Leopoldo Pacheco) e as irmãs em uma chácara isolada, à beira de um lago. Sua irmã mais nova, Júlia, tem tido visões e tanto o pai quanto a tia Nora (Denise Weinberg) têm certeza de que se trata do fantasma do caseiro que se matou na propriedade há mais de 30 anos.

Desvendar este mistério é a tarefa de Davi, que vai se ver diante de vários desafios e provações. “Ele é um personagem delicioso. É um cara muito estranho. Aliás, todo mundo é estranho neste filme. A gente fica o tempo todo achando que vai sair alguma coisa de alguém, de algum lugar. Eu adoro mistério, adoro charadas”, comenta Bruno Garcia. “Foi a primeira vez que li um roteiro e que senti medo, como se estivesse já dentro do filme”, completa o ator, que se apaixonou tanto pelo projeto que decidiu se tornar produtor associado do filme.

Ao lado de Bruno Garcia, as meninas Bianca Batista (Júlia) e Annalara Prates (Lili) são um dos grandes destaques do filme. Com apenas sete anos de idade e sem experiência prévia em cinema, elas foram preparadas por Julio, que ensaiou com elas durante quatro semanas antes das filmagens começarem. “Tudo foi muito natural. A gente lia o roteiro, fazia dinâmicas, elas iam descobrindo a trama conforme os ensaios avançavam. E entenderam tudo muito bem. Elas são incríveis, aprenderam tudo muito rápido e não devem em nada aos atores profissionais. Elas são realmente um dos pontos altos do longa”, conta o diretor.

O longa chega aos cinemas no dia 23 de Junho!