Bichos

Vale a pena fazer plano de saúde para pet?

Pauline
Pauline Machado / Canal de Estimação Jornalista e diretora do @canaldeestimacao
Vale a pena fazer plano de saúde para pet?

11 de fevereiro de 2021 - 00:00 - Atualizado em 17 de novembro de 2021 - 11:27

Resumo da matéria

A escolha do plano de saúde pet deve ser realizada após muita pesquisa.

Nos últimos anos, um novo serviço surgiu no segmento animal: o plano de saúde para pet.  Com ele, também surgiram muitas dúvidas de tutores que querem sempre oferecer o melhor para seu cão ou gatinho. Preparamos um conteúdo que reúne as principais dúvidas e pode ajudar você a tomar a decisão mais adequada. Vamos lá?

O que é plano de saúde para pet?

Assim como os planos de saúde que usamos, o serviço é um convênio de saúde pet, que reúne médicos veterinários, fisioterapeutas, laboratórios veterinários e outras especialidades da saúde animal. Cada operadora possui diferenças nas ofertas de serviços, carência, forma de contrato e pagamento, mas, no geral, o plano de saúde pet, consiste em um grupo de prestadores de serviços disponíveis mediante contrato de um valor mensal.

Basicamente, o tutor paga um valor mensal para ter acesso a uma série de serviços relacionados à saúde do pet.

Cuidados ao contratar um plano de saúde para pet

Preste atenção aos benefícios oferecidos pelo plano e avalie qual combina mais com o seu pet.

A variedade de planos de saúde pet é grande é necessário ter diversos cuidados antes de contratar um deles. O primeiro é ter a certeza de que aquele serviço é ideal para o seu bichinho. Avalie o contrato em detalhes e compare aos benefícios de levar em uma clínica veterinária de confiança. A decisão é muito particular e, assim como os cuidados com a nossa saúde, deve ser feita com calma e atenção.


Existem serviços com cobertura de idade limitada, então se o seu animalzinho já entrou na fase idosa, a oferta será menor e, consequentemente, mais cara. É possível encontrar planos mais simples que cobrem consultas de rotina, consultas de emergência e exames básicos, mas se o seu amigo precisar de um atendimento específico ou complexo, você terá de arcar com os custos. Faça as contas!

Além disso, é importantíssimo averiguar a rede credenciada de médicos veterinários. Ter um profissional capacitado e recomendado é fundamental para oferecer o cuidado necessário ao seu pet.

Alguns planos podem oferecer desde castração, cobertura de consulta com especialistas, exames de alta complexidade e exames cardiológicos, mas na maioria deles, há uma restrição de idade para a contratação do plano de saúde para o seu pet. Além disso, boa parte deles não cobrem internações. Planos mais completos chegam a oferecer sessões de fisioterapia, internações e acupuntura para os bichinhos. Estes serviços tendem a ter preços mais elevados.

O segredo é pesquisar

Para contratar o serviço ideal, seja ele um plano de saúde veterinário ou um médico veterinário particular, o melhor a se fazer é pesquisar muito. Cada pet e cada família possui particularidades, que devem ser avaliadas na hora de decidir qual a melhor forma de cuidar do seu cão ou gato.

Para fazer essa pesquisa com mais materiais em mãos, fizemos uma lista com os cuidados que cães e gatos devem receber ao longo da vida. A partir dela, é possível avaliar melhor qual a opção que combina mais com vocês:

Cuidados com a saúde do cachorro

Os cuidados básicos com a saúde de um cachorro são:

  • Filhotes devem receber uma dose da vacina antirrábica e pelo menos três doses da vacina múltipla de acordo com o protocolo vacinal seguido pelo médico veterinário;
  • Adultos devem realizar a imunização com vacina múltipla e a antirrábica anualmente;
  • Adultos podem ser imunizados contra verminoses, viroses e outras doenças, porém nem todos os planos de saúde pet cobrem essas vacinas;
  • Animais saudáveis devem fazer visitas anuais ao médico veterinário;
  • Animais idosos ou doenças crônicas devem fazer visitas semestrais ao médico veterinário;
  • Cães devem ser vermifugados a cada 4 ou 6 meses de acordo com o protocolo do médico veterinário responsável pelo animal. A medicação é feita em casa;
  • Cães devem ser medicados com antipulgas e anticarrapatos. A periodicidade varia de acordo com o método escolhido. A medicação é feita em casa;
  • Ofereça alimentação de qualidade e mantenha o bebedouro com água fresca e limpa;
  • Faça passeios diariamente de acordo com a energia e a disposição do seu pet;

Cuidados com a saúde do gato

Os cuidados básicos com a saúde de um gato são:

  • Filhotes devem receber uma dose da vacina antirrábica e pelo menos duas doses da vacina múltipla de acordo com o protocolo vacinal seguido pelo médico veterinário;
  • Adultos devem realizar a imunização com vacina múltipla e a antirrábica anualmente;
  • Adultos podem ser imunizados contra verminoses, viroses e outras doenças, porém nem todos os planos de saúde pet cobrem essas vacinas;
  • Animais saudáveis devem fazer visitas anuais ao médico veterinário;
  • Animais idosos ou doenças crônicas devem fazer visitas semestrais ao médico veterinário;
  • Gatos devem ser vermifugados a cada 4 ou 6 meses de acordo com o protocolo do médico veterinário responsável pelo animal. A medicação é feita em casa;
  • Gatos devem ser medicados com antipulgas e anticarrapatos. A periodicidade varia de acordo com o método escolhido. A medicação é feita em casa;
  • Ofereça alimentação de qualidade e mantenha o bebedouro com água fresca e limpa;
  • Não deixe que seu gato saia de casa sem supervisão. Ele fica suscetível às diversas doenças sem prevenção e cura, à maldade humana, brigas com outros animais, além da prenhes indesejada.

Agora que você já tem tudo para pesquisar, você já pode decidir se o melhor para o seu caso é procurar um plano de saúde pet ou seguir com seu veterinário de confiança. O importante é cuidar da saúde do seu amigão garantindo bem-estar e a qualidade de vida dele por muitos anos.

Fonte: Blog Cobasi